Jogadores do São Paulo comemoram gol no Barradão
vitoria barradao

Penúltimo colocado, e jogando pressionado pelos demais resultados da rodada, o São Paulo sofreu, mas conseguiu vencer o Vitória por 2 a 1 em Salvador pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time do Morumbi mais uma vez mostrou o que é jogar sob o risco de cair. Cedeu um gol aos 45 minutos do segundo tempo e passou quatro minutos de desespero no Barradão.

Santiago Trellez fez o gol do Vitória, aproveitando um rebote, depois de a bola bater na trave.
O primeiro gol do jogo saiu aos 7 minutos do segundo tempo. Militão, que vem jogando na lateral direita, escorou de cabeça escanteio cobrado por Lucas Fernandes.

O 2 a 0 também saiu de bola parada. Cueva bateu escanteio e Fillipe Soutto marcou contra.

Apesar dos três pontos, o que não ocorria há três jogos, o time dirigido pelo técnico Dorival Júnior não deixou a zona de rebaixamento.

O São Paulo agora ocupa a 17ª posição e vai precisar somar pontos no clássico contra o Corinthians, domingo (24), às 11h no Morumbi para, dependendo dos outros resultados, sair das últimas quatro posições da tabela.

O jogo no Barradão era um encontro de campanhas ruins. O São Paulo fez 13 jogos fora de casa no Brasileiro, a vitória deste domingo (17) foi a segunda do time tricolor como visitante. Antes ganhou do Botafogo no Rio.

O Vitória, que também está na zona do rebaixamento, tem agora oito derrotas em casa. O pior desempenho como mandante.
Depois de um primeiro tempo equilibrado, com poucos lances de área dos dois lados, o São Paulo voltou do intervalo com Cueva no lugar de Jonathan Gómez.

O peruano, que virou reserva após atuações desligadas como titular, armou algumas jogadas na etapa final. Inclusive o lance que gerou o escanteio do primeiro gol do São Paulo.

Sem Jucilei, suspenso por causa da expulsão contra a Ponte Preta, o meio campo do São Paulo entrou com Petros, Gómez, Lucas Fernandes, Hernanes e Marcos Guilherme.

O setor controlou mais a bola do que o adversário, com mais de 90% de acerto nos passes. E 54% de posse de bola.

A defesa do São Paulo, que voltou a tomar gols, agora são 36 gols sofridos em 24 jogos, ficou insegura nos minutos finais do jogo.

VITÓRIA

Fernando Miguel; Caique Sá (Fillipe Soutto), Kanu, Wallace Reis e Patric; Ramon, Uilian Correia (Carlos Eduardo) e Yago; Neilton (Cleiton Xavier), Kieza e Trelléz.
T.: Vagner Mancini.

SÃO PAULO

Sidão; Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros, Gomez, Hernanes, Lucas Fernandes e Marcos Guilherme; Lucas Pratto (Thomaz). T.: Dorival Júnior.

Árbitro: Rodolpho Toski Marques - PR

Auxiliares: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos, ambos do Paraná

Cartões amarelos: Patric, Uilian Correia, Cleiton Xavier (Vitória); Arboleda, Gomez (São Paulo)

Gols: Militão aos 7 minutos do segundo tempo (SAO) e Fillipe Soutto (contra), aos 36 do segundo tempo; e Trellez, aos 45 minutos do segundo tempo (VIT)

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA