Sloane Stephns
open usa

A americana Sloane Stephns sobrou na final do Aberto dos EUA de tênis e bateu a compatriota Madison Keys por 2 sets a 0 -parciais de 6/3 e 6/0. Ele viveu uma ascensão impensável. Em julho, a tenista era número 957 do ranking e tinha dúvidas sobre a carreira. Ficou meses fora do circuito por causa de uma lesão por estresse no pé. Por este motivo, a emoção na comemoração não surpreendeu ao conquistar o primeiro Grand Slam.

Terminada a partida, ela foi até a arquibancada abraçar o técnico. Mesmo com a lesão no pé, ele não abandonou a pupila. Também ajudou na tática para a final.

Com menos potência, Stephens se impôs pela consistência. Apostou em colocar o primeiro saque em quadra, errar o mínimo possível e ir para o winner somente quando a bola sobrava. Desta maneira, controlou Madison Keys.

A adversária começou sacando e bateu com vontade na bolinha. Dona de um forehand muito forte, apresentou qual seria sua estratégia para a final, ser a primeira a atacar. Sloane Stephens apostou em mexer a rival.

A tática era válida porque Keys apareceu para a partida com uma faixa na coxa direita. Ela teve problemas na semifinal e pediu atendimento médico quando estava a dois games da vitória. A estratégia se mostrou correta com uma quebra para Stephens fazer 3 a 2 e saque.

Ela jogava de maneira tão sólida que o primeiro erro não-forçado, ocorreu somente no nono game. Desta maneira, levou o primeiro set por 6/3 com outra quebra. A vantagem deu ainda mais tranquilidade a Stephens.

Estar atrás no placar fez Keys aumentar a intensidade de sua estratégia que já era agressiva. Ela passou a arriscar muito no segundo serviço da adversária. Além de não surtir efeito, foi quebrada no primeiro serviço que teve no segundo set quando Stephens fez uma passada espetacular.

As quebras se somaram e foi só manter a estratégia. Stephens caminhou para um tranquilo pneu e não coube em si de felicidade.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA