Fábio Carille - Corinthians
fabio carille dificil

Novato como técnico, Fábio Carille enfrentou a primeira eliminação depois da derrota do Corinthians, nos pênaltis, para o Internacional pela Copa do Brasil.

Após o empate em 1 a 1 no tempo normal, os gaúchos avançaram na competição ao levar a melhor nas cobranças da marca penal: 4 a 3. O lateral Guilherme Arana perdeu a cobrança decisiva.

"É o momento mais difícil da minha carreira, com certeza. Uma carreira curta. Mas estou satisfeito com o entendimento dos jogadores do esquema e do que pedimos", disse o treinador, que já havia passado por isso, porém, como assistente de Tite e Mano Menezes no Corinthians.

Carille não quis entrar em detalhes sobre os motivos para a eliminação. Lembra que fez alterações ofensivas para buscar o segundo gol -como a entrada de Marquinhos Gabriel no lugar de Gabriel- e se recusou a responsabilizar qualquer atleta pela queda.

"O Corinthians tem uma ideia de jogo. A gente não pode mudar. Se as coisas não dão certo dentro daquilo que você treina, imagina o que você não treina. Eu não gosto de fazer o que não treino. O Internacional teve um dia a mais de recuperação porque jogou no sábado. A gente teve a possibilidade de ganhar e não conseguiu", completou.

Ele apenas reconheceu que a equipe precisa de maior precisão nas finalizações. No domingo (23), o Corinthians recebe o São Paulo pela segunda partida das semifinais do Campeonato Paulista. Na primeira, no Morumbi, a equipe de Carille venceu por 2 a 0.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA