logomarcadiariodegoias2017

Jogadores do Rio Verde aguardam solução para crise
despejados

A crise no Esporte Clube Rio Verde parece não ter fim. Na zona de rebaixamento do Campeonato Goiano a equipe do sudoeste perdeu o técnico Júnior Pezão e o diretor de futebol Reino Alves que pediram demissão no último domingo (11). Nesta terça-feira foi a vez do atacante Jean, ex-Vasco e Flamengo, principal jogador do time pedir a rescisão de contrato

Para piorar, os jogadores e parte da comissão técnica foram despejados do Hotel Vitória Régia por falta de pagamento. A dívida se aproxima dos 27 mil reais, de acordo com pessoas ligadas ao clube. A reportagem do Diário de Goiás teve acesso a algumas imagens dos atletas com malas na calçada do hotel.

Marcos Esteves, auxiliar técnico relatou o constrangimento no momendo da saída do hotel: "Disseram que não poderíamos mais ficar por falta de pagamento e que teríamos que retirar nossas coisas". O profissional também revelou que a alimentação que é servida por um restaurante da cidade também não vem sendo paga: "Não tem comida. A senhora do restaurante tem sido uma mãe para os atletas. Eles são de uma família digna e honrada de Rio Verde".

O presidente Wolney Marques foi procurado pelo Diário de Goiás e disse que não houve despejo e sim a alteração de hotel devido a necessidade de uma redução de gastos. "Tiramos os atletas para fazer economia. O hotel era de um preço mais alto e estamos colocando agora em um hotel com valor mais baixo. Confirmo que temos um acerto para fazer com o hotel e isso já foi combinado que vamos acertar nos próximos dias. Não tem nada de despejo".

Parte do departamento de futebol do Rio Verde é gerido pela empresa Santana Sports, que tem como um dos sócios o empresário Léo Rachid. Cerca de 20 atletas são ligados a empresa e estão com os salários em dia, já os demais (12 atletas) são de responsabilidade da diretoria do Rio Verde que não vem conseguindo quitar os pagamentos.

Rachid também confirmou que os jogadores foram despejados nesta terça-feira (13). "O Hotel Vitória Régia despejou os meninos por falta de pagamento e eles foram recolocados em uma pensão. Em meio a toda essa bagunça e também a saída do técnico Júnior Pezão, optamos por tirar a comissão técnica e alguns atletas já de imediato".

"Essa semana a empresa vai oficializar a saída do Rio Verde. Não da pra ser profissional tratando com amadores. Só não tiramos os jogadores ainda por respeito ao clube e principalmente a cidade. Para não ter WO".

Nesta quarta-feira (14), o Rio Verde joga contra o Itumbiara, as 20h30, no Estádio JK pela 3ª Rodada do 2º Turno do Campeonato Goiano. As duas equipes estão na zona do rebaixamento.

 

 

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH