logomarcadiariodegoias2017

hugo  

Nesses 30 meses de funcionamento, o HUGOL – Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira já fez a diferença na vida de muitas pessoas. De julho de 2015 a dezembro de 2017, 30 meses, o hospital realizou mais de 4,3 milhões de procedimentos, dentre internações, ambulatório, urgência e emergência e equipe multidisciplinar (3.073.538), procedimentos cirúrgicos (36.094), exames (1.181.200), transfusões (25.780) e coletas de sangue (19.476).

O cuidado dedicado às vidas foi avaliado pelos usuários com 97% de satisfação, o que reflete a filosofia de trabalho voltada à humanização do atendimento e, acima de tudo, à resolutividade, com qualidade e segurança para os pacientes. Quanto à origem dos pacientes, 60% são moradores de Goiânia, principalmente da Região Noroeste, e 39% de outros municípios de Goiás. Além disso, 1% dos atendimentos foram dedicados a pacientes de outros Estados, denotando a representatividade que o hospital tem obtido no âmbito nacional, como é o caso do Centro de Referência em Assistência a Queimados do HUGOL.

Atuar na educação em saúde da comunidade da Região Noroeste é uma das ações contínuas realizadas pelo HUGOL desde 2016. De lá para cá, o hospital, por meio de seus programas institucionais PARE – Prevenção de Acidentes e Reeducação no Trânsito, HUGOL na Comunidade e HUGOL nas Escolas, já interagiu com 29.349 pessoas, realizando orientações ou procedimentos de saúde.

 

Elogios

A satisfação pelo atendimento foi expressada pelos usuários em registros no Serviço de Atendimento ao Usuário/Ouvidoria do HUGOL. Karla Priscila de Sousa Martins, irmã da paciente Lara Eduarda de Sousa Martins, disse: “[…] Tivemos o privilégio da nossa pequena ser cuidada por grandes profissionais da unidade do HUGOL, um lugar com uma estrutura incrível. Quero deixar o agradecimento de toda minha família aos grandes profissionais que agiram com agilidade, carinho e toda atenção do mundo para um momento tão difícil. […] Quero agradecer pela agilidade das condutas que foram essenciais para que não ficasse nenhuma sequela. Minha irmã recebeu todo o tratamento adequado e está bem! Deixo aqui registrada, em nome de toda minha família, a nossa gratidão a todos”.

O acompanhante Marcelo Moura relatou sobre a experiência com a internação de seu pai no HUGOL: “Meu pai foi atendido por pessoas tranquilas, responsáveis, amáveis e habilidosas, e dentro de um hospital limpo, ágil, tecnológico e notadamente bem cuidado. […] Ele ficou internado por quase uma semana em uma enfermaria espaçosa, arejada, iluminada e extremamente limpa, onde teve todo o cuidado que se pode dar a um convalescente. Não faltaram cuidados, alimentação e, sobretudo, acompanhamentos médico, nutricional, farmacêutico ou da parte de enfermagem. Sou muito grato por todo o trabalho realizado e posso dizer que o Estado de Goiás hoje possui um hospital altamente moderno e eficaz no tratamento dos que ali buscam auxílio”.

O paciente Pedro Alves Cavalcante Júnio e sua esposa Marla Rosana Borges relataram: “Temos falado bem do HUGOL por onde passamos, pois ficamos surpresos com todo atendimento e qualidade do tratamento. Me perguntaram porque não fui me tratar em um lugar melhor e a resposta foi simples: porque o melhor lugar é no HUGOL”.

Maria das Graças Sousa de Oliveira também registrou um elogio, observando que “[...] os funcionários tratam todos os pacientes, acompanhantes e visitantes sem diferença, sendo humanos uns com os outros. Olham e cuidam dos pacientes como se fossem da sua própria família – um cuidado pertinente, sempre sorridentes e educados”.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

Reportagem Especial

TVDG

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH