siliconeA decisão que envolve a realização de um procedimento cirúrgico de qualquer tipo deve ser tomada levando-se em consideração uma série de fatores importantes. As razões para a cirurgia de implante de silicone são diversas e passam pela correção das mamas ou dos glúteos, em decorrência de acidentes ou tratamentos de saúde, ou somente pela questão estética.

As pessoas interessadas no implante de silicone devem observar alguns aspectos para colocar em prática o desejo de modificar o corpo e, o primeiro passo é a escolha do médico que realizará a cirurgia.

Nos últimos anos, a demanda pelas cirurgias desta natureza fez aumentar o número de clínicas e profissionais que oferecem este tipo de procedimento, o que torna necessário uma escolha mais criteriosa, pelo paciente, do local onde o implante será feito. É muito importante que o interessado busque referências do médico escolhido, veja fotos e converse com outros pacientes sobre o período pré e pós-cirúrgico, sobre a recuperação e resultados da operação.

Com a escolha, cabe ao profissional a orientação correta do paciente quantos ao resultados da cirurgia, que devem respeitar o corpo de cada indivíduo, e a relação existente entre a estética e o equilíbrio das proporções.

Também é de extrema importância que o médico avalie além das condições físicas do paciente, o seu psicológico, pois mudanças as mudanças corporais têm um propósito e exigem preparação.

Preparação para a cirurgia

Após a decisão sobre o médico que realizará o procedimento, o paciente terá a saúde avaliada por meio de exames específicos, como testes diagnósticos e de imagem, como ultrassom, eletrocardiograma, hemograma, teste de HIV, teste de coagulação, função renal, mamografia e outros.

Com o atestado das condições de saúde do paciente, a indicação é de que ele permaneça sem fumar e sem ingerir bebidas alcoólicas por, no mínimo, duas semanas antes da realização da cirurgia.

Procedimento e cicatrizes

O processo que envolve a realização de um implante de prótese de silicone pode acontecer de diferentes maneiras. Nos seios, ele pode ser realizado por baixo da glândula, quando é colocado entre o tecido mamário e o músculo presente no peitoral, ou por baixo do músculo, dessa forma a prótese é acomodada em um local mais profundo, tornando o resultado mais natural. Outra forma de implantação, é pelas axilas.

As cicatrizes variam de acordo com a forma de implantação da prótese e podem ser na auréola, embaixo dos sulcos ou ainda sem cicatrizes diretamente nas mamas, quando a opção escolhida é pelas axilas.

Já nos glúteos, a implantação é feita dentro do músculo glúteo maior e a cicatriz fica escondida no sulco glúteo (prega entre as nádegas) e de difícil percepção.

Recuperação

De maneira geral, o processo de recuperação para cirurgias de implante de silicone nos seios não compromete as atividades do paciente, desde que as orientações do médico seja rigorosamente respeitadas, como o repouso correto nos primeiros dias e os medicamentos. Nos glúteos, a recuperação é um pouco mais dolorida, já que a indicação é não deitar de costas por 21 dias.

É importante ressaltar que os silicones projetados para os seios e para os glúteos são diferentes. O dos glúteos é feito para aguentar impactos maiores, como sentar, deitar, correr, por isso, geralmente o custo da prótese é maior. 

Leia mais sobre:

BUSCA