SERPES/O Popular: Paulo Garcia cresce 7,6 pontos e amplia diferença. Jovair estacionou

Escrito por Redação do Diário de Goiás - Publicado em .

FotomontagemEleicaoPrimeiroTurnoNa edição deste domingo o jornal O Popular divulga a quinta rodada da pesquisa Serpes para prefeito de Goiânia. As primeiras informações divulgadas no site do jornal indicam a ampliação da vantagem do prefeito candidato à reeleição, Paulo Garcia (PT). Agora, ele aparece com 46,2% na estimulada. O deputado federal e candidato do PTB, Jovair Arantes, mantém-se na incômoda posição de segundo lugar, com apenas 11,4%. Veja mais detalhes.

Em relação à quarta rodada da mesma pesquisa, Paulo Garcia conquistou um crescimento de 38,6% para 46,2%, ou seja, um salto de 7,6 pontos percentuais.

Em relação à Jovair Arantes, a situaçaõ é inversa. Na rodada anterior, ele tinha 11,5% e agora aparece com 11,4%, ou seja, ele continua no mesmo lugar, segundo a opinião dos eleitores consultados pelo Serpes.

VEJA A NOTÍCIA DIVULGADA NO SITE DO O POPULAR

"A quinta rodada da pesquisa Serpes/O POPULAR mostra que o prefeito Paulo Garcia (PT) tem 46,2% das intenções de voto, contra 11,4% do segundo colocado, o deputado federal Jovair Arantes (PTB). Em terceiro lugar aparece Elias Júnior (PMN), com 5,5%, e Simeyzon (PSC) em seguida, com 4%. Isaura Lemos (PC do B) é a quinta colocada, com 2,4%.

Os demais colocados são Professor Pantaleão (PSOL), com 1,6%; José Neltho (PPL) com 1,4%; e Rubens Donizetti (PSTU), com 0,4%. A pesquisa, realizada entre os dias 25 e 28 de setembro, foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o protocolo nº GO-00435/2012.
Foram ouvidos 801 eleitores e a margem de erro é de 3,46 pontos porcentuais para mais ou para menos. Veja mais detalhes na edição impressa de amanhã do POPULAR."
 
Os dados da quinta rodada da pesquisa Serpes/O Popular indicam a provável vitória de Paulo Garcia no primeiro turno, no próximo domingo, dia 7 de outubro.
 
Sem crescer, a pesquisa também indica que a tentativa de reação do candidato Jovair Arantes com a proposta do GoiâniaMed não está, pelo menos até o periodo da coleta dos dados, convencendo o eleitor a votar nele.