marconi perillo trofeu jaburu 2017 stepan nercessian foto walter alves 02O ator goiano Stepan Nercessian afirmou nesta sexta-feira, 17, ao receber o Troféu Jaburu, que o governador Marconi Perillo "sempre demonstrou bem querer às artes" e que as ações e programas que a administração estadual em prol da cultura são "admiráveis". O artista, um defensor e ativista de sua área, premiado com o Troféu Jaburu, afirmou que o apoio e o incentivo de Marconi à cultura são modelos para o Brasil.

"A cultura é o setor mais importante da nossa vida e Marconi sabe reconhecer e valorizar esse sentimento, que é de milhares de goianos e brasileiros", disse Stepan, que é natural de Cristalina e completou 47 anos de carreira em 2017. "Marconi é um grande governador, e também um querido amigo de muito tempo. A minha admiração por todo o apoio e incentivo, por todo o bem querer que ele demonstrou às artes”, disse o ator ao receber o Jaburu, concedido pelo Conselho Estadual de Cultura, no Palácio das Esmeraldas.

“Estou muito alegre e emocionado. É uma homenagem que me orgulha muito. Receber um troféu cuja primeira pessoa que o recebeu foi a nossa amada poetisa Cora Coralina", afirmou Stepan, sobre a decisão do Conselho Estadual de Cultura de conceder-lhe o Jaburu. "Marconi é um grande governador, e também um querido amigo de muito tempo. A minha admiração por todo o apoio e incentivo, por todo o bem querer que ele demonstrou às artes”, declarou. Presidente do Conselho Estadual de Cultura, Nancy Ribeiro também disse que Marconi é o governador que sempre apoiou com garra e dedicação a área da cultura.

Marconi agradeceu as palavras de reconhecimento de Stepan, ressaltando a importância de sua trajetória para a valorização da classe artística de Goiás, e disse que se dedicou "de corpo e alma a realizar governos que efetivamente valorizaram a cultura”. Marconi lembrou que Goiás é o segundo Estado que mais investe em cultura em termos absolutos. “Muitos outros Estados, apesar de serem mais ricos, não investem em cultura como nós investimos”, observou.

Além de entregar o Prêmio Jaburu, a mais alta honraria concedida a personalidades goianas da área da cultura, Marconi também homenageou mais 32 pessoas com medalhas de mérito cultural e destaque cultural do ano. Os nomes foram selecionados pelo Conselho Estadual de Cultura, que definiu 2017 como o ano cultural Belkiss Spenzièri, uma homenagem ao legado da renomada musicista goiana, que morreu há 12 anos.

Marconi destacou que nos últimos anos os investimentos no setor da cultura não ficaram restritos somente aos recursos que já são destinados à área. “Além do Fundo Estadual de Cultura e da Lei Goyazes, que nós criamos em nossos governos, são dezenas de milhões investidos anualmente. Além do Fica, do TeNpo, do Canto da Primavera, que são eventos da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, nós investimos muitos recursos na GoiásTur, que é voltada ao Turismo, mas os investimentos em cultura são extraordinários”, disse, citando também investimentos no circuito gastronômico, o circuito das cavalhadas,  e festivais como o Aruanã EmCanto.

Elogiou o Conselho Estadual de Cultura pelas escolhas feitas, sempre de forma absolutamente transparente e justa. “É uma alegria conceder essa homenagem. Conheço o Stepan há 30 anos. Não só como ator de cinema, TV e teatro que interpretou recentemente um de seus melhores números, o do apresentador Chacrinha; mas me entusiasma o ser humano que ele é. Há mais de 15 anos ele preside o Retiro dos Artistas, que abriga, no Rio de Janeiro, artistas que chegaram à velhice com dificuldades financeiras”, relatou.

Com relação à escolha de Belkiss para representar o ano de 2017, Marconi ressaltou que a musicista era uma mulher extraordinária, que se dedicou à pesquisa, à música erudita, e à música clássica brasileira. “Tive o privilégio de assistir Belkiss tocar pela última vez. São duas homenagens que, aliadas às outras que estamos entregando, transformam essa noite em uma noite muito especial”, definiu.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA