sireneO Grupo Especial de Repressão a Crimes Contra o Patriônio (Gepatri) de Águas Lindas, em ação conjunta com a Polícia Civil do Estado do Pernambuco (PCPE), localizou e cumpriu mandado de prisão de duas pessoas consideradas autoras de um homicídio ocorrido em 2006. A diligência ocorreu na terça-feira (14).

Vilma Bernadete de Almeida Borba e Daniel Prieto Borba, mãe e filho, foram indiciados pela morte de João José da Silva, que desapareceu em 2006. A vítima teria uma relação amorosa com Vilma. Na noite de seu desaparecimento, João estava em companhia desta e de seu filho. Já no início das investigações, Vilma e Daniel passaram a figurar como suspeitos. Eles deixaram Águas Lindas, abandonando todos os pertences. Seu paradeiro era incerto.

Ao tomar conhecimento do Inquérito, a agente de polícia Tatiane Lobão, sob coordenação do delegado Renato Sampaio, empreendeu esforços na busca pelo paradeiro dos autores. Após longa investigação, eles foram localizados na Ilha de Itamaracá, em Pernambuco. Com especial apoio da Polícia Civil local, coordenada pelo delegado Roberto Geraldo Pereira, efetuou-se primeiramente a prisão de Daniel.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA