Prefeitos, secretários e técnicos de municípios participaram hoje (13) do primeiro dia de reunião para orientação sobre o cadastramento dos 87 municípios selecionados pelo Ministério das Cidades para repasse de recursos do programa Cartão Reforma. Durante a reunião, que foi realizada no auditório da Agehab, questões como regularização fundiária, prazos e critérios para seleção dos beneficiários foram apresentadas e discutidas. As inscrições para as prefeituras que estão aptas a receber o cartão começaram no dia 8 e vão até 19 de novembro. Ainda nesta segunda-feira, em Brasília, no Palácio do Planalto, aconteceu a entrega das primeiras unidades do cartão reforma com a presença do presidente da República Michel Temer e do Ministro das Cidades, Bruno Araújo. O presidente da Agehab, Luiz Stival, representou o governador, Marconi Perillo, na solenidade.

O prefeito de Trindade, Jânio Darrot, destaca a importância da ampliação do programa. “Importante que o Cartão Reforma chegue a todo país, um programa que nasceu aqui em Goiás, fruto da gestão e da visão social do governador Marconi Perillo de cuidar de quem mais precisa”, enfatiza Jânio Darrot.  Marcos Cabral, prefeito de Santa Terezinha de Goiás, avalia que o programa vai ajudar muito as famílias, mas o prazo de inscrição poderia ter sido maior. “É uma ação inovadora, mas o prazo é um problema, mas é uma ação que vai ajudar as pessoas”, frisa Cabral. 

 

Modelo Goiano

 

O Cartão Reforma foi inspirado no programa Cheque Reforma, criado nos anos 2000 pelo governador Marconi Perillo em seu primeiro mandato, que garantiu a melhoria de milhares de moradias em todo estado. O programa federal possibilita a compra de materiais de construção para obras em residências para famílias com renda mensal de até R$ 2.811. Mais de 16 mil famílias serão beneficiadas com o programa em Goiás. Em todo país 1.923 municípios foram selecionados para essa primeira etapa, sendo 87 em Goiás, segundo critérios do Ministério das Cidades, entre eles, combater o déficit habitacional qualitativo. As prefeituras serão responsáveis pela coordenação do programa.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA