Marconi Perillo - Entrevista às rádios da Região Sudeste de Goiás - Foto Humberto Silva
entrevista marconi rio verde
 Em entrevista coletiva concedida a emissoras de rádio da Região Sudoeste de Goiás na manhã desta segunda-feira (13/11) o governador Marconi Perillo reafirmou que as relações republicanas devem pautar a conduta entre os gestores públicos, na perspectiva do fortalecimento de parcerias entre os entes federativos e de uma política focada em resultados. “É preciso somar, convergir, para fazer o bem”, disse Marconi durante a entrevista, realizada no Palácio das Esmeraldas, ao enfatizar que desde o começo de sua primeira gestão como governador aprendeu que governo não faz oposição a governo.

"Agora, depois das eleições, eu chamei aqui todos os prefeitos, de todos os partidos, e estabeleci parcerias e convênios com todos, com o objetivo de atender à população". Para Marconi, um governo não pode brigar com o prefeito, ou vice versa, que senão a população é que é a prejudicada. E esse tem sido o meu comportamento ao longo do tempo. “As parcerias existem e vão continuar pelo bem do povo”, disse o governador, que afirmou que os prefeitos da base do governo e da oposição compreendem e correspondem a essa perspectiva.

"Todos os prefeitos entendem esse momento de união por Goiás", disse. "Eu não tenho problema nenhum com nenhum prefeito de oposição. O maior adversário que eu tive em minhas eleições para governador foi o prefeito Iris Rezende, de Goiânia, e eu tenho tido com ele uma relação extremamente respeitosa", disse. "Em relação aos demais, eu estive e tenho conversado com todos, e tenho recebido também uma atenção muito respeitosa". Leia, abaixo, a íntegra do que disse o governador sobre o assunto.


"É preciso somar e convergir para fazer o bem”
“Nós tínhamos uma demanda muito forte em relação à rodovia que liga Rio Verde a Montividiu. Nós não só estamos reconstruindo essa rodovia, que já está em fase muito adiantada, como também estamos construindo 27 quilômetros de terceiras faixas. Essa rodovia que era considerada a pior no Estado e está se transformando na melhor do Estado, ou numa das melhores do Estado. A Case está em andamento e será entregue e inaugurado no começo do ano provavelmente, já determinei que se compre equipamentos. Fizemos debates em relação à CPP, determinei ao secretário da Segurança e ao comandante da polícia tomar todas as medidas no sentido de, através de parcerias com o fórum empresarial de Rio Verde, com o conselho das entidades de Rio Verde – juiz, promotores – a gente pode resolver esse problema definitivamente. Eu debati todos esses assuntos na Câmara de Rio Verde. O governo está focado em atender essas demandas. Já atendemos muitas outras e estamos focados em concluir essas obras, esse investimentos tão importantes para Rio Verde. Sobre a Plataforma multimodal de Rio Verde, eu marquei audiências com o presidente da ANTT, os deputados e os empresários foram, conversei muito com o presidente da ANTT, Jorge Bastos, sobre a localização estratégica de Rio Verde para sediar essa plataforma, na minha opinião esse assunto está muito bem encaminhado, muito bem resolvido. Eu até vou cobrar, hoje, do presidente da ANTT informações a esse respeito. Há muito anos, desde o começo da minha primeira gestão, eu aprendi que governo não faz oposição a governo. E que é preciso somar, convergir, para fazer o bem. Agora, depois das eleições eu chamei aqui todos os prefeitos, de todos os partidos, e estabeleci parcerias e convênios com todos, com o objetivo de atender à população. Um governo não pode brigar com o prefeito, ou vice versa, que senão a população é que é a prejudicada. E esse tem sido o meu comportamento ao longo do tempo. As parcerias existem e vão continuar pelo bem do povo.

"Estamos fazendo convênios com todas as prefeituras"
Nas cidades, nós temos convênios também, tanto em Quirinópolis, como Britânia, como Acreúna, temos convênios do Goiás na Frente, com as prefeituras. Acreúna, por exemplo, o prefeito já está fazendo o trabalho de recapeamento das ruas e avenidas. Como nós sabemos, Acreúna tinha virado um queijo suíço de buracos. Nós estamos ajudando o prefeito Edmar a avançar, no sentido de concluir essas obras. Em Britânia, também, já celebramos convênios com o prefeito Marconi. Em Quirinópolis, também nós já autorizamos convênio com o prefeito Gilmar, R$ 3 milhões. Enfim, nós estamos trabalhando com todos os municípios. Em alguns lugares, nós já estamos inaugurando. Eu já inaugurei as obras do Goiás na Frente em Gameleira, já vou inaugurar agora em Itapaci. Em alguns lugares, as obras já ficaram prontas. O fato é que com esse dinamismo todo, com essas parcerias todas dessas frentes de obras, Goiás realmente saiu na frente no enfrentamento da crise. E além de estarmos atendendo as demandas do povo, da população, nós estamos gerando empregos. Nos nove primeiros meses do ano, o Brasil gerou 208 mil empregos de saldo positivo e nós geramos, em Goiás, 47 mil. Claro que a atividade econômica e o agronegócio ajudaram, mas também as obras do Governo do Estado e os convênios com as prefeituras. Em relação ao anel viário de Quirinópolis eu já autorizei as empresas de etanol a levarem à Secretaria da Fazenda o pedido de crédito outorgado. Isso já está autorizado. Precisa acompanhar agora, com o prefeito Gilmar. Com relação à rodovia Tocozinho – Castelândia, ontem mesmo eu revisei o conjunto de obras que estão em andamento. Estamos fazendo o projeto e eu já estou colocando no Programa e Operação de Crédito III de BNDES essa rodovia. É prioridade. Eu já pedi ontem ao presidente da Agetop que prepare o novo plano de trabalho para que eu leve em mão ao presidente do BNDES, e nele se inclui essa rodovia.

"Todos os prefeitos entendem esse momento de união por Goiás"
Eu não tenho problema nenhum com nenhum prefeito de oposição. O maior adversário que eu tive em minhas eleições para governador foi o prefeito Iris Rezende, de Goiânia, e eu tenho tido com ele uma relação extremamente respeitosa. Em relação aos demais, eu estive e tenho conversado com todos, e tenho recebido também uma atenção muito respeitosa. Eu tenho feito a minha parte e acho que todos estão entendendo esse momento de união por Goiás.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA