marconi perillo goias na frente cidade ocidental foto mantovani fernandes 04Conhecido nacionalmente pelo pioneirismo no desenvolvimento e implementação de ações sociais inovadoras, o Governo de Goiás dá mais um passo nesse sentido com o lançamento na quinta-feira, dia 19, do Goiás na Frente 3° Setor – Social. Os investimentos somam R$ 60 milhões. Os incentivos às entidades do terceiro setor são uma das novidades do programa, que será lançado às 9h pelo governador Marconi Perillo e pelo vice-governador José Eliton. O local é o Colégio da Polícia Militar de Goiás (CPMG), unidade Ayrton Senna, no Jardim Curitiba I, em Goiânia.

Uma das ações previstas neste sentido é o Reconhece Goiás. Trata-se de um prêmio para organizações da sociedade civil sem fins lucrativos, que receberão incentivo de R$ 20 mil para apoio de projetos e investimentos, ações e aquisição de bens. “O Goiás na Frente 3° Setor é o maior conjunto de ações e programas de proteção às famílias da história de Goiás. Seu objetivo é promover a inclusão social e a cidadania, criando as condições para a plena emancipação e desenvolvimento dos goianos, em todo o território”, afirma o governador Marconi Perillo.

“O programa está fundamentado em um amplo diálogo com os movimentos sociais do Estado e no compartilhamento de ações e resultados entre o Governo de Goiás e a população no decorrer de nossas gestões”, afirma o governador. “O vice-governador José Eliton, coordenador do Goiás na Frente, comandou a sistematização dessas informações para construirmos o Goiás na Frente 3° Setor“, disse Marconi.

Nas últimas semanas, o vice-governador esteve reunido com diversas entidades do terceiro setor para tratar como será o atendimento do Estado, bem como ampliar o diálogo do Governo de Goiás com movimentos sociais. “É preciso saber ouvir para construir”, diz o vice-governador. “Compartilhamos com essas entidades multiplicadoras de ações de cidadania a gestão de medidas que visam garantir qualidade de vida para a população”, afirma Zé Eliton, coordenador do Goiás na Frente.

Outra importante vertente do Goiás na Frente 3° Setor – Social é a ampliação da rede de proteção aos que mais precisam. Resultado de conversas do vice-governador Zé Eliton com segmentos representativos, ficou definido que o projeto Jovem Cidadão terá uma cota para portadores de necessidades especiais, que também terão prioridade nos programas Cheque Reforma e Renda Cidadã. No caso do primeiro, o objetivo do governo é universalizar a acessibilidade nas moradias de famílias com essa característica.

A quantidade de beneficiados com o Renda Cidadã será ampliada para 100 mil. A meta é zerar, até o final 2018, o número de famílias em situação de vulnerabilidade social no Estado. O Terceiro Setor é o campo da sociedade correspondente às ações sociais promovidas por instituições privadas de caráter não lucrativo, com atividades que envolvem a demanda pela reivindicação de determinadas causas ou ações de filantropia.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA