cinecultura

A programação do Cine Cultura, em Goiânia, traz nesta semana três produções de estreia. Entra em cartaz na sala o filme Creepy, de Kiyoshi Kurosawa, com sessões às 18h30 (segunda a sexta-feira) e 17h30 (sábado e domingo).

No segundo horário serão exibidos o curta-metragem Quem Matou Eloá?, de Lívia Perez, seguido do longa Precisamos Falar do Assédio, da diretora Paula Sacchetta, às 20h30 (segunda a sexta-feira) e 19h30 (sábado e domingo).

Filmes

A trama de Creepy traz como personagem central Takakura, um ex-detetive da polícia de Tóquio, que é agora professor de psicologia criminal na universidade. Chamado por um antigo colega, ele passa a investigar o caso de uma família desaparecida há seis anos.

Enquanto isso, o detetive e a esposa se mudam para um tranquilo bairro no subúrbio, cujo seu novo vizinho tem uma mulher doente e uma filha adolescente, Mio. Porém, um dia, Mio confessa a Takakura que o homem que ela julgava ser seu pai na verdade um completo estranho.

Baseado em fatos reais, o curta Quem Matou Eloá? revive a tragédia de 2008, quando Lindemberg Alves, um rapaz de 22 anos invadiu o apartamento da ex-namorada Eloá Pimentel, de 15 anos, armado, mantendo-a refém por cinco dias. O crime foi amplamente difundido pelos canais de TV que disputaram a audiência explorando a ‘dor de amor’ de Lindemberg e transmitiram o sequestro como uma novela ao vivo.

O filme traz uma análise crítica sobre a espetacularização da violência e a abordagem da mídia televisiva nos casos de violência contra a mulher, revelando um dos motivos pelo qual o Brasil é o quinto num ranking de países que mais matam mulheres.

Já o documentário Precisamos Falar do Assédio traz uma amostra significativa dos depoimentos de mulheres, 26 deles, extraídos das 140 vítimas que decidiram falar sobre o abuso que sofreram. As filmagens foram feitas por meio de uma van-estúdio, que percorreu nove locais em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Foram ouvidos relatos de mulheres de 14 a 85 anos, de zonas nobres ou periferias das duas cidades, com diferenças e semelhanças na violência que acontece todos os dias e pode se dar dentro de casa, em um beco escuro ou no meio da rua, à luz do dia. As falas reais, sem qualquer tipo de interlocução ou entrevista, expõem, por meio de desabado, um momento íntimo e a oportunidade delas colocarem para fora o drama pelo qual passaram.

O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), e funciona no prédio do Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica.

Estreias:

Filme: Creepy (longa-metragem)

Direção: Kiyoshi Kurosawa

Gênero: Suspense

País: Japão

Sessão: 18h30 (segunda a sexta) e 17h30 (sábado e domingo)

Período: De 15 a 21/12 Classificação: 14 anos

Filme: Precisamos Falar do Assédio (longa-metragem)

Direção: Paula Sacchetta País: Brasil/ 2015

Gênero: Documentário

Sessão: 20h30 (segunda a sexta) e 19h30 (sábado e domingo)

Período: De 15 a 21/12 Classificação: 18 anos

Local: Cine Cultura – (Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica)

Ingressos: R$ 8 reais (inteira) e R$ 4 reais (meia).

Pessoas acima de 60 anos têm acesso livre

Leia Mais:

'Rogue One' dá certo, mesmo sem sabre de luz e filosofia Jedi

BUSCA