logomarcadiariodegoias2017

policia civil anapolis ciretranA Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva) deflagrou, na manhã desta terça-feira (30), a Operação Orbitário, com o objetivo de dar cumprimento a sete mandados de prisão e nove de busca e apreensão em desfavor de despachantes e servidores de Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). Mais de sessenta policiais civis foram envolvidos na ação policial.

Durante as diligências, foram cumpridas, dentre outras medidas, seis mandados de prisão em Anápolis. Também foi apreendida uma pistola de calibre 380 na residência de um despachante, autuado em flagrante pelo crime de posse irregular de arma de fogo de uso permitido. A investigação é um desdobramento da Operação Intraneus III, deflagrada em dezembro passado, quando foram cumpridos cinco mandados de prisão, 17 mandados de busca e apreensão, além de outras medidas cautelares.

Segundo o delegado Gustavo Rigo, servidores dos Ciretran de Anápolis, mediante recebimento de propina de despachantes, realizavam a transferência de propriedade de veículos e outros procedimentos de forma irregular. Eles teriam inclusive simulado vistorias supostamente realizadas em outras unidades do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

As investigações, que contaram com o apoio do Detran, apontaram ainda que um supervisor do Ciretran de Anápolis, já afastado de suas funções, pretendia montar uma “sucursal móvel” para que um despachante realizasse as suas atividades ilícitas no interior do próprio veículo, no estacionamento local, utilizando internet e impressora do órgão. Ele já havia sido alvo de mandado de busca e apreensão anteriormente.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH