logomarcadiariodegoias2017

O golpe do sequestro virtual já fez vítimas em Goiás. Uma variação do antigo golpe do sequestro, pelo telefone, em menos de uma semana, já teve dois casos registrados no Estado.

Segundo explicação do delegado do Grupo Antissequestro (GAS) da Polícia Civil de Goiás, Kleyton Manoel, o golpe se dá quando um presidiário liga para a vítima, diz que um familiar foi sequestrado e mantém a linha de celular ocupada para que ninguém atrapalhe a ação.

No entanto, no novo golpe, as vítimas são orientadas pelos criminosos a saírem de casa, muitas vezes para um hotel. Dessa forma, os familiares não conseguem contato nem em casa e nem por telefone, abrindo a possibilidade de mais extorsão. “Dessa forma os golpistas conseguem dois resgates sem que ninguém tenha sido sequestrado de fato”, disse o delegado.

“O terror aplicado é imenso. Por isso é preciso tentar falar com a pessoa que os golpistas dizem que foi sequestrada. Se não conseguir, conta o caso para um parente para ajudar a encontrar. Depois procure a delegacia, porque temos meios de identificar o que está acontecendo e temos profissionais treinados para atuar nesse tipo de crime”, orientou o delegado Kleyton Manoel, durante entrevista para o jornal O Popular.

Casos registrados

Em Anápolis, um casal de idosos foi informado sobre o sequestro do filho único, que mora em Brasília. As vítimas chegaram a depositar uma parte do valor acordado, R$ 41 mil, e receberam a ordem para vir para Goiânia, esperar em um hotel, aguardando instruções.

O filho do casal tentou contato com os pais e não conseguiu. Quando chegou em Anápolis encontrou a casa aberto e decidiu acionar a polícia. Os idosos foram encontrados nesta segunda-feira (15), no Centro de Goiânia, no banco, prestes a depositar R$ 130 mil.

Uma empresária também foi vítima do golpe. Ela recebeu um telefonema informando que a filha tinha sido sequestrada e também foi orientada a ir para um hotel e não se comunicar com ninguém.

Na tentativa de extorquir a família da empresária, os golpistas informaram que a mulher havia sido sequestrada e solicitaram R$ 40 mil. A vítima foi encontrada tentando sacar o dinheiro solicitado.

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH