logomarcadiariodegoias2017

Uma visita do Ministério Público de Goiás (MPGO) estava programada para a manhã desta quarta-feira (10) ao Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), no Conjunto Vera Cruz I, em Goiânia, no entanto, foi cancelada após uma nova tentativa de fuga dos adolescentes nesta madrugada.

Na noite da última segunda-feira (8), 11 adolescentes conseguiram fugir da unidade após renderam os servidores utilizando armas de fabricação caseira e ferros. Os internos confeccionaram uma corda para efetuar a fuga. No momento da ação, quatro servidores estavam no total para tomarem conta de 146 interno.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Socioeducativo, Almir Ferreira da Silva, os adolescentes que conseguiram fugir são de alta periculosidade. Os jovens são acusados de latrocínio, homicídio e roubo. Ainda segundo ele, os adolescentes são ligados a três facções criminosas, inclusive a Stephan de Souza Vieira, conhecido como BH, líder do Comando Vermelho em Goiás.

Em entrevista à rádio CBN, a diretora do Grupo Executivo de Apoio a Crianças e Adolescentes, Luzia Dora Juliano Silva, afirmou que os menores tentam fugir da unidade desde dezembro do ano passado. Após a nova tentativa de fuga, a segurança no local foi reforçada.

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA