logomarcadiariodegoias2017

Cerca de 14 adolescentes fugiram de um Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), localizado no Conjunto Vera Cruz I, em Goiânia, na noite desta segunda-feira (8). Os jovens agrediram dois educadores da unidade e fizeram eles de reféns. Três adolescentes já foram recapturados.

Segundo o diretor do Sindicato de Servidores Públicos do Sistema Socioeducativo, Almir Ferreira da Silva, os adolescentes que fugiram da unidade são de alta periculosidade. De acordo com ele, os menores são acusados de latrocínio, homicídio e roubo. Ainda de acordo com o diretor, eles são ligados a três facções criminosas, inclusive a de Stephan de Souza Vieira, conhecido como BH, líder do Comando Vermelho em Goiás. 

Para fugir, os adolescentes fizeram uma corda, conhecida como tereza, amarrando lençóies e toalhas, com aproximadamente 15 metros. Os jovens renderam os servidores com chuchos, armas feitas de forma artesanal que se parecem facas. Um dos agentes foi perfurado por diversas vezes, um foi amarrado e o outro levou murros no rosto. 

Ainda segundo Almir Silva, no momento da fuga, havia três agentes plantonistas para cuidar de 146 internos da unidade. De acordo com ele, a estrutura do local é precária e o pessoal está defasado, já que não há contratações desde 2010. 

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA