logomarcadiariodegoias2017

O governador Marconi Perillo (PSDB) tirou três dias de folga o início de 2018, que coincidiu com as rebeliões realizadas por detentos no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia e em presídios localizados no interior do estado. Questionado durante entrevista coletiva sobre as “férias”, o governador afirmou que deixou toda a situação do governo sob controle.

“Essa é uma questão absolutamente hipócrita. Eu fiquei três dias apenas depois de um ano de muito trabalho em Goiás, intenso, eu tirei três dias de descanso com a minha família, já que não fiz isso no final do ano. Mas deixei toda a situação sob controle, deixei o vice-governador com a responsabilidade de liderar e assumir tudo do Estado, o secretário de Segurança Pública, o diretor-geral do Sistema Penitenciário, comandante-geral da Polícia, diretor da Polícia Civil, enfim, todas as forças de segurança fizeram contato comigo rigorosamente várias vezes por dia, inclusive na madrugada. Férias não, férias são 30 dias, eu tirei três dias de descanso. Vocês são da imprensa e descansam pelo menos alguns dias especialmente no início ou fim do ano, esse é um direito assegurado a qualquer trabalhador. Eu sou um trabalhador como qualquer outro, apesar de ser governador”, disse.

Além disso, Marconi Perillo destacou que a internet auxilia os governantes a tomarem decisões e informar à equipe de governo. Segundo o tucano, sua volta a Goiás também não foi antecipada devido aos problemas no sistema prisional do Estado. A declaração foi dada nesta segunda-feira (8), durante entrevista coletiva após reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia.

“As redes sociais e internet facilitaram muito a vida da gente. Durante a terceira tentativa, às 4h eu estava conversando com o secretário de Segurança Pública e com o diretor-geral do Sistema Prisional sobre as medidas que tinham sido adotadas para conter a tentativa de rebelião. Muita hipocrisia achar que um governante precisa estar fisicamente presente para poder resolver as coisas. Com as tecnologias novas hoje a gente resolve muito mais coisas de forma digital e pela internet. Eu fiz isso, tanto é que a situação foi controlada rapidamente”, concluiu.

Veja vídeo da entrevista:

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA