Divulgação/PC
chefe de faccao goiana bh rep instagram

Identificado como um dos líderes do Comando Vermelho em Goiás, Stephan de Souza Vieira, conhecido como BH, teria pago uma grande quantia para sair do sistema prisional goiano, em novembro do ano passado. BH foi preso na manha do último domingo (7), em um apartamento de luxo, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, onde estava morando há cerca de um mês e meio. A prisão foi uma ação coordenada das Polícias Civis de Goiás e do Rio de Janeiro.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (8), a titular da Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco), Myrian Vidal, afirmou que BH pagou R$ 100 mil para sair do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde cumpria pena, e que a investigação se estenderá para esclarecer quem foi o autor do crime dentro do sistema prisional.

De acordo com a delegada, BH, que chegou a Goiânia ainda na noite de ontem, não ofereceu resistência a prisão. No momento da ação policial, ele estava acompanhado da esposa. No apartamento ainda foram encontrados R$ 7 mil, aparelhos celulares, joias, além de quatro cadernos com a contabilidade do tráfico de drogas, com grandes movimentações financeiras, desde que ele estava em Cabo Frio.

Ainda de acordo com Myrian Vidal, BH nega qualquer participação em rebeliões, e o pagamento para sair da penitenciária. Segundo ela, ele é investigado pela Delegacia de Homicídios (DIH) por aproximadamente 10 assassinatos.

O local onde ele está custodiado não foi revelado por questões de segurança.

Leia mais:

Chefe de facção criminosa em Goiás preso no Rio de Janeiro

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA