logomarcadiariodegoias2017

Equipes das Forças de Segurança tentam recapturar fugitivos (Foto: Associação dos Agentes)
fuga cadeia luziania foto associacao dos agentes

Continua a crise no sistema penitenciário em Goiás. Após rebeliões no Complexo Prisional em Aparecida de Goiânia no decorrer desta semana, dez homens que estavam presos no Centro de Inserção Social (CIS) de Luziânia, fugiram da unidade por volta das 11:30 horas deste sábado (6). A Diretoria de Administração Penitenciária informou que o fato ocorreu no momento em que os presos estavam no banho de sol.

Segundo a Diretoria de Administração Penitenciária, o preso responsável pela limpeza do corredor e fornecimento de alimentos para os demais internos serrou e estourou os cadeados da cela 4 da ala A e a grade de contenção do pavilhão. Foi constatada a fuga de Aenio Vaz da Silva, Danilo Santos Lima, Dennys Paulo Duarte de Lima, Farlei Viana Roquete, Jhonatan de Souza, Johonatas de Souza Saraiva, Júnior Teodoro de Oliveira, Lucas Belmiro da Silva, Luis Paulo dos Santos e Magno Pereira de Carvalho. A Diretoria de Administração Penitenciária informou que foi determinada abertura de sindicância para apuração dos fatos.

Policiais Militares do 10º Batalhão, do Batalhão de Choque do Entorno do Distrito Federal e viaturas da área de Luziânia fazem buscas na região, em específico matas situadas nas proximidades do presídio local. A informação preliminar é que um detento foi recapturado. Ele teria quebrado a perna no momento da fuga.

Crise

Nesta sexta-feira (5), tomou posse o novo diretor de Administração Penitenciária de Goiás, coronel Edson Costa Araújo. Nesta semana o sistema prisional teve crise agravada, com três rebeliões em menos de uma semana em Aparecida de Goiânia, sendo o último fato na madrugada de sexta. Dois agentes prisionais foram mortos em Anápolis também nesta semana. Quase no mesmo horário, em Minaçu, um preso do regime semiaberto foi morto e outro ferido a tiros.um preso do regime semiaberto foi morto e outro ferido a tiros.

Histórico

Em 2017, ocorreram fugas e rebeliões nas duas unidades prisionais da cidade. No dia 11 de outubro, sete detentos conseguiram fugir do Centro de Inserção Social (CIS) de Luziânia.  Eles saíram no período da tarde por meio de um buraco feito em uma cela.

Um mês antes, no dia 11 de setembro, dez presos tentaram fugir da Casa de Prisão Provisória, mas não tiveram êxito e iniciaram uma rebelião. Dois presos morreram. Na ocasião, um agente prisional morreu e outro ficou ferido.

No dia 25 de março, quatro presos fugiram do Centro de Inserção Social (CSI) de Luziânia durante o banho de sol. No mesmo dia na Casa de Prisão Provisória (CPP), ainda houve uma tentativa de fuga, mas foi contida pelos agentes.

Leia mais sobre o assunto

Prisão em Goiás é controlada por detentos, dizem presos em relatório

Direção do sistema prisional pretende remanejar líderes que provocaram rebeliões

Princípio de rebelião na Penitenciária Odenir Guimarães nesta sexta-feira

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA