logomarcadiariodegoias2017

Mais três detentos mortos durante a rebelião ocorrida no dia 1º de janeiro no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia foram identificadas nesta quinta-feira (4). Ao todo, nove presos foram carbonizados e 14 ficaram feridos.

De acordo com o Instituto de Identificação da Polícia Civil, os detentos identificados são Ravel Nery de Amorim e David de Oliveira Borges, Waldevir Xavier da Silva. Para a identificação foi necessária a reconstrução das digitais.

O primeiro identificado foi Pablo Henrique Alves Silva, de 22 anos, que cumpria pena em regime semiaberto. Por nota, a Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) informou que dois corpos continuam em tratamento de impressões digitais.

“Não foi possível identificar as outras três vítimas por meio de necropapiloscopia. Nesse caso, os métodos científicos que serão utilizados são de odontologia legal, antropologia forense e, se necessário, exames de DNA”, diz a nota.

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA