logomarcadiariodegoias2017

entrevista marconi foto marco monteiro

Durante visita à Universidade Federal de Goiás (UFG) nesta terça-feira (2), governador Marconi Perillo (PSDB) ressaltou os problemas no sistema penitenciário, principalmente após a rebelião que ocorreu na Penitenciária Odenir Guimarães nesta segunda-feira (1º), que deixou nove detentos mortos. A declaração foi transmitida pela Rádio 730 AM, pelo repórter Rubens Salomão. 

Segundo Marconi Perillo, a rebelião foi motivada por briga de facções. Uma das medidas para reduzir os gargalos no sistema prisional será a redução dos presídios em Goiás, que somam 142 unidades para 19 mil presos.

Com a chamada regionalização do sistema penitenciário, os agentes prisionais já contratados e os recém-convocados mediante processo seletivo serão substituídos por novos profissionais, desta vez, concursados. Os agentes prisionais ficarão no cargo por no máximo um ano.

“Já tínhamos conseguido derrubar uma liminar que vai nos permitir contratar agentes e [faremos] a realização de concursos, além de outras medidas, como bloqueamento de celulares e medidas de caráter de inteligência que vão evitar situações desse tipo. [...] A gente contrata temporários até que se realize o concurso. As providencias já foram todas tomadas. O que aconteceu aqui poderia ter sido maior se não fosse o sistema de inteligência da Secretaria de Segurança Pública. [...] Estamos fazendo a gestão direta dos presídios garantindo recursos. Vamos diminuir o número de locais para presos com a regionalização. Estamos fazendo um rigoroso planeamento para que tenhamos espaço para colocar o preso e garantir a execução da pena”, afirmou o governador.

Na semana passada, o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás (SSPAP-GO), Ricardo Balestreri, também ressaltou que é necessário diminuir o número de cadeias e de presos no estado.

Rebelião

105 fugitivos do sistema prisional ainda estão sendo procurados pelas autoridades da área de Segurança Pública. Até no início da tarde desta terça-feira (2), pelo menos 143 presos da Colônia Agrícola do Regime Semiaberto em Aparecida de Goiânia foram recapturados pela Polícia Milita. Eles fugiram durante rebelião que ocorreu na tarde desta segunda-feira (1), após rebelião. Na ocasião fugiram 242 presos. 

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA