logomarcadiariodegoias2017

Entidades que prestam serviços de auxílio a pessoas carentes, com algum tipo de deficiência ou em situação de vulnerabilidade social começarão a ser beneficiadas com o prêmio Reconhece Goiás. O repasse às primeiras instituições classificadas deverá ocorrer ainda em 2017. O incentivo prevê a transferência de R$ 20 mil a ser empregada segundo critérios da própria organização. No total, desde o lançamento do programa, em 19 de outubro, 778 instituições se inscreveram no prêmio.

A iniciativa integra o Goiás na Frente Terceiro Setor-Social. De acordo com o cronograma do programa, as entidades contempladas receberão o prêmio dentro do período de dezembro de 2017 a junho de 2018. Coordenador-geral do Goiás na Frente, o vice-governador José Eliton destaca a importância do incentivo ao trabalho das entidades do terceiro setor. “Nosso estado vive um momento histórico ao ajudar essas que, sem dúvida, são parceiras na construção de uma sociedade mais justa”, destaca.

No início de novembro, o governo de Goiás lançou um site para inscrições ao Prêmio Reconhece Goiás, ação prevista no programa Goiás na Frente 3º Setor – Social. Participam entidades sem fins lucrativos que tenham como foco o bem-estar da coletividade. A iniciativa tem como objetivo valorizar o trabalho do terceiro setor. Podem participar Organizações Não Governamentais (ONGs), Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips), associações e fundações.

Para o vice-governador José Eliton, o programa reafirma o espírito de solidariedade do Governo de Goiás. “Política se faz estendendo a mão para quem mais precisa. É uma alegria ver que o estado cresce com obras estruturais importantes, mas sem se esquecer das políticas públicas que garantem proteção social”, avalia.

Auxílio

Além do Reconhece Goiás, a nova etapa do Goiás na Frente também prevê a ampliação de programas sociais como Renda Cidadã, Cheque Reforma e Jovem Cidadão. Portadores de deficiência física terão prioridade no acesso aos benefícios.

O Jovem Cidadão, por exemplo, passou de mais de 3 mil atendimentos para 5 mil. Por meio da iniciativa, adolescentes têm a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho. Nessa nova fase do programa, um percentual – 10% das vagas –, é destinado a pessoas portadoras de algum tipo de necessidade especial.

O vice-governador José Eliton afirma que, com a reformulação de todos os programas sociais do estado, o Jovem Cidadão passa a atender uma parcela importante da sociedade. “São jovens portadores de deficiência física que não os impossibilita de trabalhar, de ter acesso ao primeiro emprego e, com isso, ingressar no mercado de trabalho”, relata.

No ato da inscrição, as entidades apresentaram documentação exigida para a participação na premiação, como CNPJ, estatuto social – adequado ao novo Código Civil -, ata de eleição da atual diretoria, RG, CPF e comprovante de endereço do presidente, inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social ou no conselho específico da área de atuação, certificado do conselho comprovando funcionamento mínimo de um ano anterior à data de solicitação do credenciamento, plano de trabalho e declaração de aplicação de verba.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA