logomarcadiariodegoias2017

(Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
clinica psiquiatrica caldas novas foto policia civil

Uma mulher, de 61 anos, foi presa em flagrante na tarde desta quinta-feira (21), pela prática de cárcere privado, na modalidade denominada internação fraudulenta. Clair B. de Lima Santos era responsável por uma clínica de recuperação em Caldas Novas. A clínica Reencontro com a Vida, situada no Setor Turista II, funcionava de maneira irregular e os pacientes ainda sofriam maus-tratos.

Após denúncias, a Polícia Civil e Vigilância Sanitária Municipal estiveram no local e constataram diversas irregularidades, como ausência de laudo de médico psiquiátrico quando os pacientes eram internados involuntariamente; a não existência de alvará de funcionamento; o mau acondicionamento de remédios de uso controlado; a inexistência de comunicação ao Ministério Público quando das internações involuntárias; além de relatos de maus-tratos, agressões físicas e verbais sofridas pelos internos.

De acordo com uma testemunha, que não quis se identificar, os pacientes eram dopados para que não deixassem a clínica. “Ao menor sinal de insatisfação ou vontade de deixar o local, os internos são agredidos e dopados pelos monitores, chegando a dormir por até dois dias”, relata.

A clínica possui um alojamento coletivo com condições precárias de infraestrutura e grades por todos os lados, similar a uma prisão. O local ainda recebe contribuições através de convênio com o poder público. O estabelecimento foi interditado e a responsável encaminhada para o presídio local, onde permanecerá à disposição da justiça.

Leia mais:

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA