logomarcadiariodegoias2017

Reprodução/Folha de Jaraguá
br 153 sem manutencao reproducao folha de jaragua

Funcionários da empresa terceirizada contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que presta serviço de manutenção da BR-153 em Goiás, ameaçam entrar em greve por falta de pagamento. De acordo com os trabalhadores, eles estão sem pagamento há dois meses e não há uma previsão para receber. Eles temem passar o Natal com dívidas pendentes e sem o salário.

Segundo informações do jornal Folha de Jaraguá, o trecho entre Rianápolis e Jaraguá está pior a cada chuva. Próximo ao trevo do município de São Francisco, os buracos oferecem diversos riscos aos motoristas, que já relataram incidentes de pneus cortados pelas crateras.

Até agosta deste ano a rodovia estava sob concessão da Galvão Engenharia, no entanto, o contrato foi encerrado pelo Ministério dos Transportes, que reassumiu o controle da BR-153.  

Quanto ao salários atrasados, o  promotor de Justiça de Jaraguá, Giuliano Lima, disse durante entrevista ao repórter Adriano Fernandes, da Rádio Sucesso FM – 101,5, que orientou os trabalhadores a procurarem o Ministério Público Federal em Anápolis para denunciarem a situação.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA