logomarcadiariodegoias2017

Vinícius Luz, prefeito de Jataí. (Foto: Thaís Dutra)
prefeito de jatai vinicius luz foto thais dutra

Apesar de a distribuição de bonecas pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) ter sido suspensa em Jataí, o prefeito Vinícius Luz afirmou ao Diário de Goiás nesta segunda-feira (18) que não há motivos para a polêmica envolvendo o brinquedo.

“Não tenho nada contra. Acho que não precisava ter essa polêmica desse tamanho. Nós só tivemos o cuidado para não causar maiores transtornos e maiores polêmicas em um momento conturbado que estamos na cidade. A decisão [de suspender a entrega] foi tomada de comum acordo com a Câmara Municipal, atendendo também a uma reivindicação do Conselho de Pastores. Como foi muito em cima da hora, nós entendemos por bem fazer a suspensão da entrega para depois a gente discutir verdadeiramente o que estava se passando”, disse.

Segundo o gestor municipal, vereadores e o Conselho de Pastores pediram o impedimento de distribuição das bonecas. No entanto, a Secretaria Municipal de Educação e outras entidades analisam que não há nada de errado com os brinquedos.

“Temos manifestação de entidades, de diretores de Cmeis [Centros Municipais de Educação Infantil], de escolas da educação infantil manifestando que não há nenhum problema, uma vez que, inclusive, tem brinquedos que há muitos anos são comercializados da maneira com que foi o brinquedo que a OVG disponibilizou para os municípios”, destacou.

O passo agora, conforme Vinícius Luz informou, é convencer os vereadores e as entidades que são contra à distribuição das bonecas de que não há nada de errado.

“Estamos fazendo o convencimento dos vereadores, das entidades também que fizeram a solicitação dessa suspensão, uma vez que a gente visualiza que não há nenhum problema, não há nenhum sentido de erotização, no sentido de termos um brinquedo que expõe exatamente a questão dos órgãos genitais de um menino, de uma menina, nada que seja fora do comum do que são nossas crianças”.

Polêmica

O Diário de Goiás divulgou na última quinta-feira (14) que algumas pessoas estariam se posicionando contra às bonecas doadas a crianças carentes em todo o estado de Goiás pela OVG, em parceria com o governo estadual, como já é tradição nesta época de Natal há anos.

Representantes da OVG esclarecem polêmica sobre brinquedos (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)
ovg brinquedos
Deputados goianos se posicionaram contra a boneca com o argumento de que elas teriam roupas masculinas e órgão genital feminino e vice-versa, e que isso seria uma “imposição à ideologia de gênero”. No entanto, outros deputados também se manifestaram à favor, argumentando que não há nada de errado com as bonecas distribuídas.

Ainda na semana passada, a Organização concedeu uma entrevista coletiva para esclarecer qualquer dúvida em relação aos brinquedos. A OVG reforçou que eles estão rigorosamente dentro dos padrões estabelecidos pelos órgãos reguladores e são encontrados normalmente no mercado.

Durante a coletiva, o diretor-geral da OVG, Major Augusto, lembrou que os mesmos bonecos foram entregues em 2016 e não houve polêmica. “A intenção é levar alegria às crianças, reforçar os vínculos e estimular o espírito natalino nas pessoas. Mas é claro que respeitamos a opinião das pessoas. A OVG está aberta a sugestões e críticas e também nos colocamos à disposição para receber as devoluções de brinquedos, os pais têm a opção de escolha de outros itens que estão sendo distribuídos em todo o Estado”.

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA