Agenor Mariano (Foto: Divulgação/Secom Goiânia)
agenor mariano divulgacao secom goiania

A revisão do Plano Diretor de Goiânia deve ser entregue à Câmara Municipal até o dia 31 de dezembro deste ano, segundo o secretário de Planejamento da capital, Agenor Mariano.

Agenor Mariano esclareceu que não está sendo feito um novo Plano Diretor, e sim a revisão do que já existe, como prevê o Plano de 2007. “A motivação da revisão é a força de lei, porque o Plano Diretor de 2007 preconiza que a cada 10 anos seja feita uma revisão. Estamos cumprindo a lei. Mas um Plano Diretor que foi feito há 10 anos, quando vem para a atividade prática tem ajustes a serem feitos mesmo. A gente identifica detalhes técnicos, detalhes de aprovação de projeto, detalhes do dia-a-dia”, afirmou o secretário.

O titular da pasta de Planejamento ressaltou ainda que são necessários, pelo menos, 30 anos de execução do Plano Diretor, para avaliar se ele deu certo, ou não.

Sobre a contratação de fiscais para Goiânia, Agenor Mariano afirmou que a Prefeitura não tem condições financeiras para contratar novos funcionários, apesar da necessidade. “Existe a necessidade de tê-los, mas não significa poder tê-los. Nesse momento, a prefeitura não tem condições de ter nada, ela tinha era que dispensar, evidentemente, se a gente, dispensar quem vai fazer o pouco que está sendo feito?”, disse ele.

De acordo com o secretário, a saída viável utilizada pela administração municipal é a tecnologia, que auxilia no embasamento das ações fiscais. “Uma saída é a tecnologia par embasar as ações fiscais, dessa forma, tentamos melhorar a gestão, economizar, para tentar oferecer para a cidade uma administração que, pelo menos, atenda as expectativas”, completou.  

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA