Marconi Perillo e João Doria. (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)
marconi e joao doria foto divulgacao

O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou nesta sexta-feira (1º) que o governador Marconi Perillo "mostrou grandeza" e fez um gesto em prol da unidade do PSDB ao abrir mão da candidatura a presidente nacional do partido em prol do governador Geraldo Alckmin (SP). Doria havia declarado apoio a Marconi na disputa pelo comando da legenda, formada ainda pelo senador Tasso Jereissati (CE).

"Para o prefeito de São Paulo, o governador de Goiás, Marconi Perillo, e o senador Tasso Jereissati (CE) já mostraram grandeza ao abrirem mão de suas candidaturas para o comando do partido, e chegou a hora de o partido entender que é preciso lançar o nome de Alckmin à Presidência da República", afirma reportagem do jornal Extra. O diário afirma que Doria defendeu que o PSDB defina na convenção nacional do partido, marcada para o dia 9, que Alckmin seja o candidato tucano a presidente em 2018.

Doria era uma das grandes lideranças paulistas que apoiavam a candidatura de Marconi para o diretório nacional, ao lado do senador José Serra e do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. "Eu tenho lado, meu lado é Marconi", disse o prefeito de São Paulo, em diversas ocasiões, quando perguntado sobre sua preferência para o diretório nacional.

Marconi vinha pregando a unidade interna em torno da escolha do novo presidente do partido desde que se lançou à disputa pelo diretório nacional, no início de outubro. Segundo levantamento feito pelo jornal Folha de S.Paulo, o governador era o líder da disputa, com 60% dos votos dos convencionais ao redor do País. Com a manifestação de interesse de Alckmin pelo comando do partido, o governador anunciou o apoio ao governador paulista, em prol da unidade.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA