Tiroteio ocorreu em uma área movimentada de Senador Canedo (Foto: Reprodução You Tube)
tiroteiro em senador canedo foto reproducao you tube

A PMGO informou que vai instaurar Inquérito Policial Militar para apurar quem efetuou os disparos de arma de fogo que resultaram na morte do auxiliar de produção Tiago Messias Ribeiro, de 31 anos, e um menor que fez o homem refém. O fato ocorreu na cidade de Senador Canedo. Um PM teria entrado dentro do carro roubado pelo menor e teria efetuado disparos no para-brisa dianteiro. A família do refém questiona a ação da PM. A Polícia Civil investiga o caso.

Militares do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) da PMGO foram informados, que um Gol, havia sido roubado na Vila Galvão. O veículo foi localizada já na área central de Senador Canedo. No cruzamento das Avenidas Dom Emanuel e Progresso, o carro, que de acordo com a PM seguia em alta velocidade, foi cercado pela equipe do GPT. Foi aí que ocorreu a ação. Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o suspeito já morto no local, ao lado do veículo. Outro PM chega a se abaixar para não ser atingido.

Por meio de nota, a PMGO destacou que durante a abordagem os policiais foram recebidos com disparos de arma de fogo oriundos do interior do carro e que os militares revidaram à agressão, alvejando dois ocupantes que estavam no automóvel.

Tiago foi colocado em uma viatura e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas no meio do caminho, o carro bateu em um poste. Uma ambulância fez o resgate, mas ele chegou ao hospital morto. O menor foi morto ainda no tiroteio. No local, foi apreendida uma Pistola .40, que está com numeração suprimida.

Veja a coletiva concedida pelo delegado Matheus no dia 28 de novembro

A Polícia Civil destacou que o caso foi registrado na Delegacia de Senador Canedo. Foi destacado que o inquérito policial destinado a apurar a materialidade e autoria do suposto delito será instaurado pelo delegado Matheus Noleto, do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) daquele município.

Segundo a Polícia Civil, as armas utilizadas na ação foram recolhidas pela autoridade policial responsável pela lavratura do RAI, e um sargento da Polícia Militar já foi ouvido. Uma equipe da Polícia Técnico-Científica esteve no local a fim de realizar o levantamento pericial do local.

Foi destacado ainda que os policiais militares envolvidos na ocorrência serão ouvidos e as imagens que registraram a ação, recolhidas. O delegado titular do GIH de Senador Canedo, Matheus Noleto, receberá a imprensa às 10 horas da terça-feira (28), na sede da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária, para prestar outros esclarecimentos.

Entenda a origem do fato

Tiago foi abordado pelo suspeito na noite de sábado (25), na chácara onde mora com a família, em Senador Canedo. As informações do caso são de que ele foi obrigado a entrar no carro e dirigir para o assaltante, que entrou no banco do passageiro. A esposa de Tiago, Rovena Gonçalves, informou a PM que o marido foi levado. Um dia antes do assalto, a família tinha sido vítima de roubo mesmo local. Na ocasião, foi levado outro carro da família.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA