(Foto: Samuel Straioto)
fiscalizacao postos de combustiveis goiania foto samuel straioto

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás acolheu o segundo pedido de liminar feito pelo Procon Goiás contra mais de 96 postos de combustíveis em Goiânia. A segunda liminar, assim como a primeira, determina uma multa de R$ 20 mil caso a decisão judicial não seja cumprida.

O pedido foi realizado no último dia 17 de novembro em uma Ação Civil Pública requerida pelo Procon Goiás exatamente conforme o solicitado pela PGE. A liminar foi aceita pelo juiz Reinaldo Alves Ferreira, da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual.

O órgão de defesa do consumir comprovou a elevação dos preços do combustível e junto com a justiça, notificou os 96 postos. De acordo com a liminar, a justiça determina que os donos de posto reduzam ao preços do Etanol e retomem a margem de lucro bruto médio praticado em julho, que correspondia a 10,2%.

Os donos dos 96 postos estão sendo intimados pela justiça para o cumprimento imediato da decisão judicial. Segundo a superintendente do Procon Darlene Araújo, o acolhimento da liminar pela justiça é de suma importância para o processo de redução dos preços.

Leia mais:

 

 

 

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA