marconi perillo reuniao gmci g1 foto mantovani fernandes 03Para garantir o abastecimento de água de Goiânia e Região Metropolitana, o Governo de Goiás, por meio da Saneago, vai integrar a Estação de Tratamento de Água do Sistema Produtor Mauro Borges à Estação de Tratamento de Água do Sistema Meia Ponte, através de uma adutora que terá 13 quilômetros de extensão, 700 milímetros de diâmetro, e capacidade de vazão de até mil litros por segundo.

O projeto foi anunciado hoje durante reunião do governador Marconi Perillo com os secretários estaduais e técnicos que integram o programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI). O Governo de Goiás vai aportar R$ 300 milhões na Saneago para a realização do processo de transposição e continuidade das obras das redes de distribuição do Sistema Mauro Borges.  

O objetivo é evitar o desabastecimento de água no próximo ano no período de seca, como ocorreu neste ano.   “Se no ano que vem nós tivermos algum problema, alguma queda de vazão inesperada como foi neste ano, nós teremos uma solução. Vamos fazer essa transposição a partir da experiência da transposição que fizemos em Anápolis, do Rio Capivari para o Rio Piancó, que era ainda mais complexa”, explicou o presidente da Saneago, Jalles  Fontoura.

Jalles afirmou que o Reservatório João Leite tem água em abundância, e a integração das duas bacias flexibilizará o abastecimento de água, enquanto a Saneago trabalha na construção das redes de distribuição do Sistema Mauro Borges. Na reunião, os secretários também debateram os avanços conquistados em cada área da administração e revisaram as metas para 2018.

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA