Entrada da AlcoolBras foi liberada após ordem judicial (Foto: AlcoolBras)
alcoobras

Por determinação judicial, manifestantes desbloquearam a entrada da Álcool do Brasil Distribuidora de Combustíveis (ÁlcoolBras). De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados em Transporte de Combustíveis, Derivados de Petróleo, Materiais Inflamáveis e Perigosos no Estado de Goiás (Sinditanques), Paulo José Martins, a justiça concedeu uma liminar liberando os caminhões carregados de combustíveis a saírem do local.

O protesto já dura mais de 48 horas. Manifestantes bloquearam distribuidoras de combustíveis em Goiânia e Senador Canedo, como retaliação ao alto preço do Etanol, Gasolina, e Óleo Diesel praticado. Goiânia tem o segundo maior preço entre todas as capitais brasileiras. Somente nos dois primeiros dias de protestos, mais de 25 milhões de litros de combustíveis deixaram de chegar às bombas.

A ÁlcooBras é a distribuidora responsável pelo abastecimento de combustível em Senador Canedo. De acordo com Paulo José Martins os postos da cidade já estavam sem Etanol e Gasolina. Mesmo no feriado a ÁlcooBras está em funcionamento.

Protesto

Apesar da ordem judicial, manifestantes estão dispostos a permanecer com os protestos. A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) que integra 43 sindicatos é uma das entidades que estão engajadas e cobrando a redução do preço praticado em Goiânia.

O secretário de Formação Política e Sindical da CSB e que ainda preside Sindicato dos Instrutores e Trabalhadores em Centros de Formação de Condutores no Estado de Goiás (Sinditego), Paulo César Gomes de Castro, disse à reportagem do Diário de Goiás que a população vem sofrendo bastante com o elevado preço do combustível praticado principalmente na capital.

Ele afirmou que no caso dos instrutores de autoescolas o prejuízo é grande, pois eles recebem por hora/aula e o abastecimento do veículo fica a cargo do instrutor. Com o preço elevado, o ganho dos trabalhadores fica menor. Paulo César explicou que o protesto também tem a participação de motoristas de aplicativos de transporte individuais, por exemplo, o UBER.

O presidente do Sinditanque, Paulo José Martins, explicou que a entidade tem participado do protesto orientando os demais manifestantes a não acenderem rojões, soltar fogos de artifício, pois estão em uma área de risco inflamável. Ele afirmou que por esta razão, a justiça entendeu que o sindicato deveria ser punido com multa diária de R$ 10 mil.

Apoio

O secretário da CSB, Paulo César Gomes, declarou que não tem faltado apoio de populares, incluindo moradores da região que tem feito doações de água, alimentos e até mesmo financeiro. Os manifestantes tem pernoitado em frente as entradas das distribuidoras. Eles tem feito revezamento para garantir a manutenção do bloqueio, até que o preço seja reduzido.

Governo

Nesta última terça-feira (14), o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), divulgou um pronunciamento em vídeo em que afirma que determinou "medidas rigorosas" do PROCON estadual contra abusos nos preços dos combustíveis praticados no mercado. Segundo o chefe do Executivo, há indícios de que empresas que tinham margem de lucro de 25% passaram a ganhar 80%.

Leia mais sobre o assunto

Lucro de até 80% em postos leva a rigorosa investigação, diz Perillo

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA