campanha correios natal

A partir desta sexta-feira (10) os interessados já podem participar da Campanha Papai Noel dos Correios 2017. Com a campanha, mais de 11 mil cartas já estão disponíveis para a adoção. As crianças, de até 10 anos, que ainda não escreveram para o Papai Noel têm até o dia 30 de novembro para entregar suas cartinhas em qualquer agência dos Correios, com o envio gratuito.

Para ser padrinho é preciso ir até à casa do Papai Noel, de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h, na Agência Central dos Correio de Goiânia, na praça Cívica e escolher uma ou mais cartas. Os padrinho devem comparar o presente de natal e deixa-lo no mesmo local. Nos últimos três anos, em Goiás, foram recebidas 75.592 cartas, dessas 52.592 foram consideradas aptas e 38.360 foram adotadas.

Nesse ano foram ampliados os pontos de adoção de cartas. Na região metropolitana, além de Goiânia, as cartas estão disponíveis em Trindade e Senador Canedo. Há ainda locais de adoção nas cidades de Anápolis, Catalão, Iporá, Itumbiara, Jataí, Morrinhos, Quirinópolis, Rio Verde e São Luis de Montes Belos.

A campanha é realizada há 28 anos e tem como principal objetivo responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e atender aos pedidos de presentes daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Segundo a organização da campanha, além do projeto manter viva a magia do Natal, estimula o voluntário e a solidariedade dos trabalhadores e da sociedade, além de promover junto às crianças o desenvolvimento das habilidades de redação de cartas, do endereçamento correto e do uso do CEP e do selo postal.

De acordo com os correios, no ano de 2016, os números da campanha em Goiás foram os mais positivos da história da campanha. Um total de 35 mil cartas forma recebidas, aproximadamente 24 mil atendiam aos critérios e foram disponibilizadas para adoção e 17 mil foram adotadas, cerca de 3.700 a mais que na campanha anterior. Aproximadamente 17 mil presentes foram recebidos e entregues às crianças. A meta é superar estes números e realizar o sonho de mais crianças em todo o Estado. 

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA