Governador durante inauguração do Data Center (Foto: Governo GO)
marconi data center

O governador Marconi Perillo inaugurou, na manhã desta quinta-feira (9/11), o Centro de Processamento de Dados do Governo do Estado, o maior Data Center Modular outdoor do setor público da América Latina, também conhecido como Centro de Processamento de Dados. O equipamento foi instalado na sede da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), onde está localizada a unidade de tecnologia da informação da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan).

Para o governador, essa é uma “demonstração inequívoca do compromisso que nós temos com os avanços e a modernidade em nosso Estado. Nosso compromisso é o de fazermos de Goiás um Estado moderno. O resultado disso é a melhoria dos serviços prestados ao cidadão, eficiência na gestão pública e a redução de custos”.

O superintendente Executivo da Segplan, Bruno Perillo, define o Data Center como “o coração do governo”. Ele acredita que o investimento em tecnologia na circulação e armazenagem de dados pelo governo “traz segurança, agilidade e capacidade de monitoramento ao banco de dados para evitar queda de energia e interrupção das informações. Bruno citou como exemplo “a agilidade do atendimento nas unidades do Vapt Vupt”.

 Com investimento de aproximadamente R$ 10 milhões, o Data Center tem capacidade de armazenamento de 1 petabyte, capacidade de processamento de 10 terabytes, 38 servidores físicos e 600 virtuais e controla de acesso biométrico 24 horas por dia. “Em 2016, o Governo do Estado investiu R$ 152 milhões em Tecnologia da Informação. Nós criamos a Fapeg e ela começou a funcionar em 2011. De lá pra cá, nós investimos mais de R$ 200 milhões em pesquisas e inovação”, destacou Marconi.

Os 230 servidores que trabalham com o processamento de dados vão garantir, por meio do Data Center, apoio tecnológico para melhorar a oferta de serviços ao cidadão, a gestão dos benefícios sociais, a inteligência estratégica, a tomada de decisão, apoio à gestão administrativa estadual e economia. “Só no âmbito da Secretaria de Gestão e Planejamento, nós reduzimos em 40% os gastos com papel”, atestou o titular da Segplan, Joaquim Mesquita.

Goiás é destaque - Goiás é o primeiro estado brasileiro a garantir que toda a área finalística estatal seja digitalizada e permita a tramitação de documentos e processos com total segurança e suporte técnico. Segundo o governador, “nosso alvo é transformar Goiás num estado referência para o Brasil na área de tecnologia”. O secretário Joaquim Mesquita citou um exemplo: “Ao fazer compras, eu já percebi que está mais rápida a emissão do cupom fiscal que o comprovante do cartão de crédito. Outro exemplo são os dados dos nossos veículos e CNH’s que podem ser acessados no Detran, fruto dos investimentos em tecnologia”.

 Marconi comentou, a respeito dos investimentos em tecnologia, “que às vezes somos incompreendidos por mudanças que fazemos, mas elas são frutos de muita reflexão, de muito planejamento, e com um único objetivo, atender bem todos os clientes do Estado que são os cidadãos goianos”. Ele reiterou que vai deixar, em breve, o Governo do Estado, mas que sai “de cabeça erguida”, pois o trabalho que comandou em Goiás foi “de muita dedicação, inteligência e ação correta, para o bem, para todos”.

Lembrou também que o mais importante para o gestor “não é o discurso, mas a ação”. Para ele, “tem muita gente que faz discurso bonito, mas não tem ação nenhuma. Tem muitos que só sabem falar e criticar, mas não colocam a mão na massa. Nós estamos treinados a colocar a mão na massa. Mais do que treinados, nós estamos testados. E não é apenas o governador, mas toda a equipe”, salientou.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA