isadora atentado

A Adolescente Isadora de Morais, de 14 anos, baleada no atentado no Colégio Goyases, no dia 20 de outubro, recebeu alta médica na manhã desta quinta-feira (9) do Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo) para o Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer).

No atentado, a vítima foi atingida por três disparos. Uma das balas que atingiu a garota gerou uma lesão modular, na décima vértebra torácica, o que deixou a adolescente paraplégica. Ela também foi atingida no tórax e realizou procedimentos cirúrgicos em razão de uma infecção pulmonar.

Nesta manhã, ao ser encaminhada para o Crer, a adolescentes define a alta médica como uma nova etapa da sua vida. A jovem está otimista e ainda mandou um recado para os amigos do colégio, “gente, fica na torcida que eu já estou chegando”. De acordo com a Isadora, agora é “acreditar em Deus e seguir em frente”.

O caso

Na última sexta-feira, dia 20 de outubro, por voltas das 11h50 durante o intervalo de duas aulas, um adolescente de 14 anos, estudante do Colégio Goyases tirou uma pistola .40 da mochila e atirou contra os colegas dentro da sala de aula. Uma coordenadora, no intervalo da carga das munições convenceu o aluno a parar de atirar.

O atentado tirou a vida de dois adolescentes, o João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, ambos de 13 anos, e deixou Hyago Marques, Marcela Rocha Macedo, Isadora de Morais e Lara Fleury Borges feridos. O suspeito dos disparos foi apreendido e encaminhado para a Delegacia Estadual de Atos Infracionais (DEPAI). 

Leia mais:

 

 

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA