raphaella alexania

O governador Marconi Perillo (PSDB) divulgou nota de pesar nesta segunda-feira (6) sobre a nota de Raphaella Noviski, que foi assassinada dentro da Escola Estadual 13 de Maio, em Alexânia. O autor do crime foi detido pela Polícia Militar do Estado de Goiás e a delegada Rafaela Azzi está investigando o caso.

Segundo a nota, a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) acompanha o caso de perto e oferece apoio aos funcionários da escola, familiares da vítima e demais estudantes da unidade de ensino.

“O Governo de Goiás tem o ambiente escolar como um local de aprendizado, boa convivência e paz. A tragédia de hoje vai contra tudo o que imaginamos para nossos jovens. Nossa solidariedade à família e amigos de Raphaella e nosso total repúdio a essa cultura do ódio, que tantas vítimas inocentes vem fazendo”, disse o governador.

A Seduce também divulgou nota informando que a unidade de ensino possui câmeras no pátio, além de a segurança ser feita por dois vigias noturnos. “A Seduce lamenta profundamente o trágico acontecimento e informa que trabalha em um esforço contínuo para manter a paz e a fraternidade escolar”, disse nota.

O casogov lamenta morte de estudante em alexania

 

Um jovem de 19 anos invadiu a Escola Estadual 13 de Maio nesta segunda-feira (6) e atirou contra Raphaella Noviski, de 16 anos. A adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu na sala de aula. Após o crime, o suspeito tentou fugir, mas foi detido em flagrante por policiais militares. O arma utilizada também foi apreendida.

Leia a nota na íntegra:

É com muita tristeza que recebemos a notícia da morte da estudante Raphaella Noviski, dentro da Escola Estadual 13 de Maio, em Alexânia. O autor do crime já foi detido pela polícia.

A Seduce está acompanhando de perto o caso, oferecendo apoio aos funcionários da escola, estudantes e familiares de Raphaella.

O Governo de Goiás tem o ambiente escolar como um local de aprendizado, boa convivência e paz. A tragédia de hoje vai contra tudo o que imaginamos para nossos jovens.

Nossa solidariedade à família e amigos de Raphaella e nosso total repúdio a essa cultura do ódio, que tantas vítimas inocentes vem fazendo.

Veja o depoimento de Misael Pereira, de 19 anos:

 

Leia mais:

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA