Imagem assessoria
biblioteca catadores de lixo reciclaveis

A Universidade Federal de Goiás (UFG) constrói uma biblioteca para catadores de materiais recicláveis, no setor Albino Boaventura, localizado na região Noroeste. A Bibliocriativa, como é chamada, tem previsão de termino do início de 2018, e irá atender a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Goiânia além de proporcionar a alfabetização de pessoas com 15 ou mais que, não frequentaram escolas ou não concluíram os estudos.

O projeto que ainda está em fase de tratamento técnico na UFG, conta com títulos de linguagens acessível aos moradores da comunidade, incluindo obras clássicas adaptadas para quadrinhos e diversos livros sobre reciclagem. A inciativa conta com uma parceria da Secretaria Municipal de Educação e Esporte de Goiânia, estendido para a Escola Municipal Joel Marcelino, a fim de oferecer a alfabetização de educandos com 15 anos ou mais, que não chegaram a frequentar escolas ou não concluíram o ensino fundamental.

A proposta é realizada por meio da Educação Fundamental de Adolescentes, Jovens e Adultos (Eaja), em que o aprendizado parte das experiências de vida dos alunos, respeitando a caminhada de cada um e seus diferentes ritmos e formas de aprender.

Segundo a professora da Faculdade de Informação e Comunicação da UFG (FIC), Geisa Muller, idealizadora do projeto, a escolha dos livros levou em consideração a ideia de que é a partir de leituras mais simples que os sujeitos exploram outras, mais densas e profundas. “A Bibliocriativa propõe leituras que estão dentro do espaço de pertencimento e entendimento da comunidade”, afirmou.

Apesar da infraestrutura da biblioteca ainda não estar totalmente concluída, com previsão de término até o início de 2018, diversas atividades já estão ocorrendo. O grupo responsável pelo projeto, alugou uma sala de aula em frente à cooperativa para a realização de oficinas de inclusão digital e para as aulas da turma de alfabetização.

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA