colegio goyases volta aulas

Dez dias após o atentado, que resultou na morte de João Pedro Calembo e João Vitor Gomes e deixou quatro adolescentes feridos, o Colégio Goyases, localizado no Conjunto Riviera retoma as atividades escolares. As aulas terão início nesta segunda-feira (30) para os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano e na terça-feira (31) para os alunos do 6º ao 9º ano.

De acordo com o proprietário do Colégio, Luciano Rizzo, nestes dois dias serão realizadas cerimônias festivas. “Nesta segunda e terça-feira serão dias lúdicos, com cerimônias festivas para alunos e pais extravasarem qualquer sentimento ruim” afirma Luciano. O empresário também afirmou que uma equipe de psicólogos está no colégio para prestar atendimentos tanto a alunos, quanto aos pais. “Os psicólogos também estão prestando atendimento nas casas dos alunos que ainda não conseguiram vir até o colégio”, conta.

O retorno pedagógico, será realizado apenas na quarta-feira (1º). Em razão do feriado nacional do Dia de Finados, a escola estará fechada.  A sexta-feira (3) também será de recesso, o que segundo Luciano, dará um descanso ainda maior aos alunos, para poderem superar os traumas causados por essa tragédia.

O caso

Na última sexta-feira, dia 20 de outubro, por voltas das 11h50 durante o intervalo de duas aulas, um adolescente de 14 anos, estudante do Colégio Goyases tirou uma pistola .40 da mochila e atirou contra os colegas dentro da sala de aula. Uma coordenadora, no intervalo da carga das munições convenceu o aluno a parar de atirar.

O atentado tirou a vida de dois adolescentes, o João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, ambos de 13 anos, e deixou Hyago Marques, Marcela Rocha Macedo, Isadora de Morais e Lara Fleury Borges feridos. O suspeito dos disparos foi apreendido e encaminhado para a Delegacia Estadual de Atos Infracionais (DEPAI). 

Leia mais:

 

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA