colegio goyases

Após um atentado na última sexta-feira (20), que resultou na morte de João Pedro Calembo e João Vitor Gomes e deixou quatro adolescentes feridos, o Colégio Goyases, localizado no Conjunto Riviera retomará as aulas na próxima segunda-feira e terça-feira, dia 30 e 31 de outubro.

As aulas terão início na próxima segunda-feira (30) para os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano e na próxima terça-feira (31) para os alunos do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano.

Ainda abalados com a situação, a equipe docente do colégio, como coordenadores pedagógicos, secretária escolar, auxiliares administrativos e equipe de psicólogos, indicados pelo Conselho Estadual de Educação (CEE) e pelo Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Goiânia (SEPE), estão em processo de reuniões com os pais dos alunos.

As reuniões tiveram início nesta quarta-feira (25) e devem durar até a sexta-feira (28), antes da retomada das aulas. O cronograma de reuniões e as datas de volta às aulas foram publicados dias após o ocorrido, no site do colégio. Ainda não há informações se haverá acompanhamento psicológico para os alunos.

O caso

Na última sexta-feira, dia 20 de outubro, por voltas das 11h50 durante o intervalo de duas aulas, um adolescente de 14 anos, estudante do Colégio Goyases tirou uma pistola .40 da mochila e atirou contra os colegas dentro da sala de aula. Uma coordenadora, no intervalo da carga das munições convenceu o aluno a parar de atirar.

O atentado tirou a vida de dois adolescentes, o João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, ambos de 13 anos, e deixou Hyago Marques, Marcela Rocha Macedo, Isadora de Morais e Lara Fleury Borges feridos. O suspeito dos disparos foi apreendido e encaminhado para a Delegacia Estadual de Atos Infracionais (DEPAI). 

Leia mais:

 

 

 

 

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA