Obra do BRT segue parada (Foto: Samuel Straioto)
brt norte sul obra parada
Após mais de três meses de paralização nas obras do BRT, ainda não há uma previsão para sua retomada. As obras foram paralisadas após suspeitas de irregularidades constatadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Foi identificado que há sobrepreço em alguns itens. 

Em entrevista ao Diário de Goiás, o secretário de Infraestrutura, Fernando Cozetti afirmou que apesar de não ter expectativas de retomada de obras, a prefeitura está empenhada em solucionar o problema o mais rápido possível. “Já fizemos algumas medidas paliativas para poder destravar o trânsito na região, mas ainda não temos definição da data do retorno das obras”, afirmou.

O secretário também afirma que estão sendo realizadas diversas tratativas. “Já temos os relatórios finais do CGU, do TCU, mas ainda estamos fazendo uma proposta final para apresentação na Caixa Econômica Federal”, contou.

O BRT Norte-Sul

O Bus Rapid Transit (BRT) Norte-Sul é a maior obra de mobilidade urbana de Goiânia desde a década de 80.  A expectativa é que o corredor beneficie mais de 120 mil pessoas por dia, atendendo 148 bairros de Goiânia e Aparecida. Além disso, quando entregue, o sistema vai operar com 93 ônibus em quatro linhas, circulando na velocidade estimada de 28 km/h, o dobro da velocidade atual. Ao todo, serão 39 plataformas de embarque e desembarque, além de seis terminais.

A obra, segundo a CEF, está orçada em R$ 240 milhões. Deste montante, 22% já foram repassados pelo Governo Federal via Ministério das Cidades e recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Leia Mais:

 

 

 

 

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA