major divino aparecido malaquias

O major Divino Aparecido Malaquias, pai do adolescente de 14 anos acusado da morte de 2 alunos do Colégio Goyases, no conjunto Riviera, em Goiânia, prestou depoimento na manhã desta segunda-feira (23), na Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (DEPAI). O depoimento ocorreu perto de 9h15 e durou quase duas horas, segundo informações da TV Serra Dourada.

Acompanhado pela advogada Rosângela Magalhães, o depoente demonstrou que estava transtornado emocionalmente e chegou a ser amparado por uma assistente social.  À polícia o major da Polícia Militar afirmou que nunca ensinou ao adolescente sobre o manuseio de armas e nem a atirar.

Ainda no depoimento, ele informou que a pistola utilizada no crime estaria em casa, pois a mãe do adolescente, que é subtenente da Polícia Militar, estava de licença do trabalho. A arma estaria guardada em um armário, na casa da família, sem as munições. As balas utilizadas no crimes estavam trancadas numa gaveta e o pai não soube informar como o filho conseguiu alcançar a munição. 

A mãe do adolescente acusado do crime continua internada em estado de choque desde o dia do atentado. A previsão é de que ela seja ouvida pela polícai civil até esta quarta-feira (25). 

Leia mais:

 

 

 

 

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA