O Corpo de Bombeiros confirmou os dois óbitos ocorrido no atentado ao Colégio Goyases na manhã desta sexta-feira (20), no Conjunto Riviera, em Goiânia. As vítimas foram identificadas como João Vitor Gomes e João Pedro Calembo.

Outras três pessoas feridas foram encaminhadas ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). De acordo com o boletim médico da unidade, Y.M.B, do sexo masculino, de 14 anos, está em estado grave, mas orientado, consciente, respirando espontaneamente e passa por avaliação multidisciplinar.

M.R.M, de 13 anos, do sexo feminino, também está em estado grave, mas orientada, consciente, mas respira com suporte de cateter de oxigênio. Uma outra garota, ainda não identificada, está em estado grave, sedada e intubada.

Até o momento, nenhum dos pacientes admitidos no Hugo em decorrência do atentado foi a óbito.

Entenda o caso

Um adolescente de 14 anos efetuou cerca de dez disparos de pistola contra os colegas de classe. O garoto é filho de um policial militar, e a arma usada no crime pertence à corporação.

Segundo informações de colegas de classe do menino, ele sofria bullying por não usar desodorante.

Leia mais:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA