Perto de 11 horas da manhã desta quinta, 12, o advogado Djalma Rezende recebeu uma boa notícia durante a internação no Hospital Anis Rassi, em Goiânia. Ele saiu da UTI da unidade de saúde, mas continua internado num apartamento. Ao Diário de Goiás, por telefone, o paciente informou que a medicação para o combate da bactéria intestinal contiribuiu muito para conter a infecção. 

Com alívio, o advogado relatou que sentiu-se mal desde o domingo. "Sentí muitas dores com cólicas terríves", disse ele. O primeiro atendimento foi feito na emergência do Hospital do Coração. "Minha pressão foi a muito alterada (Chegou a 6/3) e a função renal também, contou. Hoje, no entanto, o quadro já está bem melhor. A pressão está estabilizada e a função renal está quase normal, disse ele, preocupado com o fato de que a medicação para a pressão causa graves danos aos riens. 

djalma rezende arquivo pessoal divulgacaoO advogado informou que espera a avaliação médica sobre a internação para que possa continuar com o uso da medicação em casa. "A bactéria ainda está instalada, mas a reprodução dela foi contida", contou, com um certo alívio.

Rezende relata que já sofreu com outra infecção intestinal aguda quando alimentou-se com um sanduíche na Itália, há 4 anos, aproximadamente. Ele ficou 16 dias entubado. 

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA