Censo vai até fevereiro de 2018 (Foto: Reprodução Internet)
ibgecenso

Foi lançado nesta quarta-feira (4) em Goiás, o Censo Agropecuário 2017. O censo irá percorrer por inteiro a área rural do Estado de Goiás. O lançamento ocorreu na Assembleia Legislativa.  Os dados colhidos serão transformados em informações que poderão ajudar o poder público a desenvolver políticas públicas para o campo, executando ações.

De acordo com o superintendente em Goiás do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Edson Vieira, a coleta de dados será executada de outubro de 2017 a fevereiro de 2018, adotando-se como referência o período de 1º de outubro de 2016 a 30 de setembro de 2017, ao qual deverão estar relacionados os dados sobre a propriedade, produção, área, pessoal ocupado, etc.

A data de referência adotada para a pesquisa é 30 de setembro de 2017, à qual estarão referidas as informações sobre estoques, efetivos da pecuária, da lavoura permanente e da silvicultura, entre outras totalizações.

Edson Vieira ressaltou que o setor agropecuário tem muita importância para a economia goiana e brasileira. De fato o setor agropecuário é muito importante. Quando fazemos uma comparação com o PIB, o setor agropecuário é responsável por 5% do PIB nacional e por 10 % aqui em Goiás.”, relatou.

O superintendente declarou que dados mais atualizados ajudarão no desenvolvimento de ações para o campo. “Você ter um panorama atualizado desse setor é fundamental para que ele possa crescer ainda mais. Temos uma indústria alimentícia muito forte, a gente percebe que há uma integração muito forte na agroindústria, esse setor é muito para a geração de empregos em Goiás e alguns municípios tem a agropecuária como sua principal atividade econômica. O dado municipal com o nível de profundidade só dar para ser feito por censo. Todas as propriedades serão visitadas, levantando informações sobre o tipo de financiamento, tipo da propriedade, se a cultura é orgânica, se é sustentável para ajudar nossos governantes na elaboração das políticas públicas”, declarou.

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, José Vitti (PSDB) disse que a pesquisa é de grande relevância. “É de fundamental importância, informação é tudo. Um Censo no que tange o agronegócio para o nosso Estado é importante para sabermos a realidade que vivem as famílias do campo. Tendo isso vamos poder desenvolver políticas públicas bem determinadas a cada segmento”, destacou.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA