Obras do BRT continuam paradas (Foto: EPC Engenharia)
brt goiania

Ainda sem definição sobre a retomada das obras, que já estão há mais de dois paralisadas, representantes da Prefeitura de Goiânia, da Caixa Econômica Federal (CEF) e da Controladoria-Geral da União (CGU) se reúnem nesta semana para tentar esclarecer algumas dúvidas referentes ao sistema de preços para compra e execução do Bus Rapid Transit (BRT) Norte/Sul.

“Ficou definida uma reunião no início desta semana com a Caixa, CGU e a Prefeitura de Goiânia para poder tirar algumas dúvidas a respeito do relatório final da CGU. Vamos reunir provavelmente na terça-feira. Os técnicos vão para poder esclarecer algumas questões do relatório da CGU, porque a Caixa nunca aplicou o método global, de preço global. Vamos esclarecer algumas dúvidas. Após essa reunião vai ter na semana que vem, dia 10, uma reunião com o ministro do TCU para poder ver se a gente equacionar isso”, explicou o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra), Fernando Cozzetti.

A expectativa é de que após as reuniões, sejam esclarecidas as dúvidas e definido se será realizada uma nova licitação ou manterá o contrato atual. “A questão é verificar como vai fazer com qualquer sobrepreço apurado. Então, eu acredito que até semana que vem vamos ter uma definição ou para continuação desse contrato ou para nova licitação”, concluiu.

Leia mais:

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA