Obras do BRT devem continuar paradas até ano que vem (Foto: EPC Engenharia)
brt goiania

Uma notícia que desagrada moradores e comerciantes por onde está sendo construído o corredor BRT- Norte Sul. As obras que já estão paradas há dois meses, deverão ser retomadas somente no ano que vem. O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), já sinalizou a realização de um novo processo licitatório. Nesta segunda-feira (18), a prefeitura pretende liberar o trânsito na região norte de Goiânia, em pontos que estão obstruídos devido as obras.

Sempre que comenta sobra a paralisação das obras do BRT Norte Sul, o prefeito tem demonstrado insatisfação. No início de agosto disse que não é de “levar as coisas com a barriga”. Neste sábado (16), Iris voltou a comentar o assunto e declarou que os órgão de controle como Tribunal de Contas da União e Controladoria Geral da União e ainda a Caixa Econômica Federal deveriam ter observado pontos do contrato.

O prefeito disse que se não houver saída, a solução será fazer uma nova licitação para continuar as obras do BRT Norte Sul. Iris destacou que tomará as providências para que as ações sejam retomadas.

“Porque não observaram estas irregularidades por ocasião da licitação? Por que não viram isso aquela época? A prefeitura fez todo um sacrifício para regularizar e entendem que a coisa não estava certa. Vamos resolver. Sou um homem de decisão. Não vou ficar toda vida assistindo este espetáculo danoso à população. Vamos resolver. Aquilo que foi começado será concluído. A Caixa Econômica, Tribunal de Contas, não observaram as questões naquela época. Vamos tomar providências nem que temos que fazer nova licitação”, respondeu.

As ações foram paradas após suspeitas de irregularidades constatadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Foi identificado que há sobrepreço em alguns itens. Caso as empresas não aceitem a reduzir custos, o BRT Norte Sul passará por nova licitação. A execução do corredor BRT Norte Sul é de responsabilidade das empresas EPC e WVG.

O secretário de Infraestrutura e Obras, Fernando Cozzetti, explicou que não há sobrepreço global, ou seja, se alguns itens estão com valores mais elevados, mas outros estão com indicações mais baixas. Porém se tratando de Orçamento Geral da União, o ajuste precisa ser feito item a item e não de forma global, já que a Caixa precisa atender a um decreto da União. Ele disse ainda que empresa teria que fazer um ajuste para baixo. Se isso não ocorrer, a tendência é que uma nova licitação seja aberta.

Liberação

Ao Diário de Goiás, o secretário Fernando Cozzetti disse que por conta da demora no resultado do processo, irá fazer a liberação do trânsito em diversos pontos do BRT Norte Sul que foram fechados para a realização das obras, Ele destacou que as desobstruções já começam nesta segunda-feira (16).

“Nós tomamos a decisão, atuaremos com a desobstrução do trânsito, melhoria da mobilidade, da acessibilidade, permitindo uma fluidez melhor do tráfego, nas travessias dos entroncamentos do BRT para melhorar a situação dos comerciantes e dos moradores da região. Essa decisão é porque não podemos ficar aguardando a posição dos órgãos de controle, estamos aguardando resposta da empresa em relação ao último ofício da Caixa. Optamos por não aguardar, vamos entrar e desobstruir e melhorar a mobilidade na região”, destacou.

2018

O secretário completou explicando que obras no BRT só mesmo em 2018. “Acreditamos que a obra retome mesmo só a partir do próximo ano. Teremos o período chuvoso, e não podemos deixar o caos na região”, disse.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA