Água do Ribeirão João Leite chega a 40 bairros da capital (Foto: Saneago)
barragem 01

No último sábado (9), foi ligado o sistema produtor Mauro Borges, a partir da Estação de Tratamento de Água do Ribeirão João Leite. Nesta segunda-feira (11), o presidente da Saneago, Jalles Fontoura, informou que 40 bairros situados na região norte da capital já não estão sentindo falta de água.

Segundo Jalles Fontoura, a água que chega a estes 40 bairros já é do Sistema Mauro Borges. A previsão inicial é que apenas 20 setores fossem atendidos. De acordo com o presidente da Saneago, até o final do mês de setembro, 70 bairros já estarão recebendo água a partir da Estação de Tratamento de Água do Ribeirão João Leite.

“No sábado conseguimos antecipar a operação do Sistema Mauro Borges. Fizemos um enorme esforço para testar e colocar a água em situação potável. Queríamos colocar a água em 20 bairros e chegamos a 40 bairros. A previsão superou com bastante eficiência. Nosso desafio é fazer a água chegar as casas”, destacou o presidente da Saneago Jalles Fontoura, em entrevista a Altair Tavares, Vassil Oliveira e Samuel Straioto na Vinha FM.

Jalles Fontoura argumentou que bairros da região norte da capital como: Jardim Guanabara, Negrão de Lima, Aldeia do Vale, Vale dos Sonhos, já estão recebendo água do João Leite. Ele disse ainda que houve uma boa resposta do Rio Meia Ponte que conseguirá atender melhor parte da capital.

Desta forma, segundo a Saneago, a expectativa é que várias regiões ao não precisar mais de abastecimento do Meia Ponte, desafogará o sistema, aumentando a oferta de água para as regiões que estão carentes.

“Haverá uma ocupação gradativa do sistema João Leite. O importante é que já começa agora e nós vamos ter o alívio da pressão sobre o Meia Ponte, com uma água de excelente qualidade”, explicou Jalles Fontoura.

O presidente da Saneago disse que de forma gradativa a situação será normalizada em toda Goiânia. Ele disse que na capital há 130 reservatórios. Ele informou que destes, apenas dois estavam com nível muito baixo, ou seja, a água que chegava já saía rapidamente e não ficava uma reserva. Um dos reservatórios está situado no Setor Finsocial, região noroeste da capital.

Aparecida

Jalles Fontoura reconhece que os problemas mais críticos são na cidade de Aparecida de Goiânia. A expectativa é que o Sistema Mauro Borges chegue ao município até 2019. O presidente da Saneago explicou que apenas 70% da cidade de Aparecida tem sistema de água tratada. Há várias pessoas que têm cisternas e secaram durante o período de estiagem. “Precisamos continuar o avanço em Aparecida, apenas 70% da cidade de Aparecida tem sistema de água, tem lugar que as pessoas tem cisterna e secou, tem lugar que há rede seca. Tudo isso vamos resolver com o linhão para atender a parte leste de Aparecida, após a BR 153”, declarou.

Inauguração oficial

A inauguração oficial do Sistema Produtor Mauro Borges está prevista para o próximo dia 19. Segundo o presidente da Saneago, Jalles Fontoura, é a maior obra dos quatro governos de Marconi Perillo. Na última sexta-feira (8), o governador em exercício, José Vitti, visitou a nova estação de tratamento de água.

Leia mais

Vagas para nível fundamental são cortadas de concurso da Saneago

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA