O governador Marconi Perillo, a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, e a secretária de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), Raquel Teixeira, assinam na tarde desta quinta-feira (24), às 14h, no Palácio das Esmeraldas, convênio entre o Governo de Goiás e a entidade para a promoção de ações complementares à grade curricular dos estudantes de escolas públicas estaduais. 

Por meio da parceria, o Governo de Goiás, por meio da Seduce, e o Instituto Ayrton Senna vão estabelecer convênio de assessoria técnica com a entidade. Referência em iniciativas voltadas para a área da Educação, o Instituto Ayrton Senna vai prestar assessoria técnica para a Seduce trabalhar as competências socioemocionais na rede estadual de Educação. Trata-se de um conjunto de elementos necessários para a formação de crianças e jovens que vão além das habilidades cognitivas. A iniciativa envolve aspectos como autogestão, pensamento crítico e responsabilidade. 

O evento terá a palestra “Produtividade e Educação”, a ser ministrada pelo economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor do Insper, Ricardo Paes de Barros. A parceria entre a Seduce e o Instituto Ayrton Senna tem seis módulos e também prevê um estudo aprofundado da rede estadual com base no levantamento de dados educacionais. Serão levados em conta alguns fatores prioritários, como o progresso de aprendizagem do aluno, a infraestrutura das escolas e a distribuição de professores.

A partir desse diagnóstico dos principais desafios educacionais enfrentados pela rede de ensino de Goiás, o Instituto Ayrton Senna fará a ponte entre cientistas de diversas áreas, professores e gestores para que, juntos, possam ser construídas políticas e práticas capazes de superar esses desafios e promover a educação para o século 21. As ações de assessoria técnica ainda englobam o apoio à Seduce para a construção de uma visão conjunta de educação integral e para a elaboração de políticas de currículo, formação, gestão e avaliação para alcançar essa visão.

O desenvolvimento das competências socioemocionais já foi foco de um projeto piloto implementado pela Seduce e pelo Instituto Ayrton Senna, por meio do eduLab21 (centro de inovação para a educação, criado em 2015 pelo Instituto). Intitulada “Diálogos Socioemocionais”, a iniciativa inclui escolas de Goiânia e Aparecida de Goiânia. Desde o início do ano, professores e coordenadores pedagógicos envolvidos no projeto participaram da construção de rubricas, que são instrumentos de auto avaliação de alunos e professores.

O Instituto Ayrton Senna auxiliou as redes na formação de professores para descobrir como inserir as rubricas no cotidiano da escola. Até aqui, o projeto piloto tem apresentado resultados satisfatórios no que diz respeito à promoção da importância de se trabalhar as competências socioemocionais no ambiente escolar. A intenção é que as escolas consigam realizar um processo de formação integral do aluno. 

Reconstrução do ensino será tema da parceriaPor fim, a parceria ainda deve estimular uma discussão sobre a reconstrução do currículo da rede de ensino, tomando como princípio a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A inclusão das competências socioemocionais, por meio da metodologia elaborada pelo Instituto Ayrton Senna, também vai contribuir para que a Seduce redefina alguns métodos de avaliação, como a Avaliação Dirigida Amostral (ADA).

Veja vídeo:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA