Marconi Perillo em Gouverlândia. (Foto: Eduardo Ferreira)
marconi perillo em gouverlandia foto eduardo ferreira

Gouvelândia, município com pouco mais de 5,5 mil habitantes, integrante da região Sul de Goiás, recebeu na manhã desta sexta-feira (18) do programa Goiás na Frente, sob a batuta do governador Marconi Perillo, R$ 1 milhão para obras de recapeamento de vias urbanas. O convênio foi assinado pelo governador e o prefeito Eurípedes Moreira, o Nenzim (PMDB), durante solenidade ocorrida em frente à Prefeitura.

Antes da cerimônia, em entrevista à imprensa o prefeito analisou a importância do programa: "Esse programa é muito bom. Como a gente sabe, os municípios estão em dificuldade. Essa ajuda, portanto, ameniza a falta de recursos e propicia aos prefeitos a realização de obras importantes. Se não fosse a ajuda do governador Marconi neste momento, os municípios estariam em situação ainda mais difícil".

Nenzim lembrou que nesses quase oito meses de administração já foi recebido em audiência pelo governador durante três vezes. "Sempre fomos muito bem recebidos. O que nós mais pedimos ao governador, e ele está nos atendendo, era uma ajuda para melhorar o asfalto da cidade", afirmou.

Em resposta àqueles que tentam desvirtuar o objetivo do Goiás na Frente, insistindo em dar-lhe uma conotação política, apesar de ele visar a ajuda aos prefeitos em início de mandato, o prefeito disse que essa discussão é inócua. "Se o governador está ajudando os prefeitos e os municípios, nós só temos a elogiar e agradecer. O governador já mostrou que quer ajudar e toda ajuda é bem-vinda", declarou.

Marconi destacou que a reunião com a comunidade de Gouvelândia representava muito para o municipalismo e para o republicanismo. “Essa é uma demonstração que é imprescindível, no mundo moderno e civilizado, termos ações republicanas, colocando em primeiro lugar a democracia. Não estamos fazendo oposição um ao outro. Eu e o prefeito somos de partidos diferentes, mas trabalhamos pensando na comunidade”, comentou.

Destacou ainda que quando se assume a responsabilidade de ser governador ou prefeito, “temos que pensar na comunidade e não em nossos projetos políticos”.

Em atendimento à reivindicação do prefeito no sentido de o governo criar uma linha de crédito para financiar projetos de psicultura, o governador informou que aguarda pedido formal dos prefeitos da região para autorizar a GoiásFomento a atuar no segmento. “Façam o pedido e eu vou pedir a abertura de crédito”.

Marconi disse ainda que sempre procurou incentivar o desenvolvimento da região ao recordar que durante seus governos criou condições para que várias usinas processadoras de cana-de-açúcar se instalassem no sul de Goiás.

“Tem gente que gosta de falar em democracia, mas não faz nada para mostrar ser democrata na prática. Não me cabe discriminar quem quer que seja, deixar de ir a uma cidade por causa de política. Estou aqui de coração aberto para dizer que tudo o que pudermos fazer, faremos em conjunto, pensando em primeiro lugar na comunidade”, finalizou dirigindo-se ao prefeito.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA