Vários pontos estão sem abrigos (Foto: Pense Mobilidade)
parada de onibus

Em muitos lugares na Grande Goiânia, o usuário do transporte coletivo não conta com pontos de ônibus, ou seja, se chove molha, se não chove, o sol castiga. Há locais que apenas placas estão colocadas e em vários outros não há nenhum tipo de identificação. Até o próximo ano, há expectativa de que sejam instalados 620 pontos de ônibus na região metropolitana.

Ao Diário de Goiás, o governo estadual o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades, e Assuntos Metropolitanos, Vilmar Rocha, disse que o governo vai colocar 500 pontos de ônibus, com material diferenciado, mais leve. A instalação deverá ser feita até o ano que vem, ainda sem data definida. Os locais em que os abrigos serão colocados ainda faz parte.

“O governo de Goiás vai construir 500 pontos de ônibus na Região Metropolitana. Isso já está previsto orçamentariamente. A decisão do governo é colocar os pontos de ônibus até 2018. Nó. Um processo está em andamento. A expectativa é que os abrigos sejam instalados no segundo semestre, após a realização de obras de infraestrutura.

O secretário da Fazenda de Aparecida de Goiânia, André Luiz Ferreira da Rosa, explicou ao Diário de Goiás de que está em andamento um Regime Diferenciado de Contratações Públicas – RDC, que é similar a uma licitação. A colocação de abrigos de ônibus faz parte de projetos de mobilidade urbana em Aparecida.

“O projeto de pontos de ônibus que a prefeitura de Aparecida vem fazendo é integrado dentro de uma licitação que trata da mobilidade do município. Neste procedimento é que está a colocação de 120 pontos de ônibus. A CMTC realmente não tem recursos e pensando em dar qualidade de vida ao cidadão, é que o prefeito determinou que o projeto fosse integrado”, explicou.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA